Vem Comigo: O que estou fazendo?

Com esse post quero inaugurar esse aspirante a blog fundo de quintal e também esse quadro que dedicarei à contar histórias e comentar comebacks passados, já que o blog só nasceu agora e eu perdi muita coisa boa pra comentar!! Então vem comigo:

Sempre fui dos adolescentes/crianças que não tinha opinião, muito menos gostos definidos, até que um dia… BOOOOOMM o k-pop apareceu!!

Ta, estou dramatizando e simplificando tudo… a verdade é que eu gosto muito desse gênero ou essa cópia de gêneros feito pelos orientais, mas não foi tão simples essa maravilha aparecer em minha vida. E agora vou discorrer um pouco melhor minha breve historinha:

Senta que la vem história.gif

Como já disse lá em cima, nunca fui do tipo de pessoa que se apegasse a modinhas ou gostasse de algo para sair por aí panfletando. Só gostava de séries e mesmo assim não eram muitas que me agradavam (mas as que agradaram moram no ♥ até hoje).

Somado a isso, eu só fui ter um celular em meados de 2012-2013, na época nem computador eu tinha e muito menos internet em casa… e com meu novo celular e a internet do vizinho eu conheci ‘Like This’ a toscovilhosa música do Wonder Girls. Na época eu baixei ela no meu celular e lá ela ficou durante MESES, mas como não fazia ideia do que seria k-pop (e também não tinha nem um inglês básico na cabeça pra pegar as palavrinhas e jogar no google) eu simplesmente enjoei e apaguei sem ao menos procurar mais músicas do grupo (me julguem).

Também tive contato com ‘Gangnam Style’, o hit que eu me recuso a gostar, do Psy. Foi divertidinho ver as dancinhas, foi legalzinho ver os covers sem noção passando na TV, mas novamente morreu ali. Eu continuei sem saber que o termo k-pop existia e segui como se nada tivesse acontecido.

Até que finalmente BOOOMMM!! Uma prima minha me apresentou ‘Dope’ do BTS (sim, eu gosto dos caras). No começo eu fiquei meio assim.. será que gosto ou não gosto… será que pergunto pra ela o nome da musica de novo ou fico na minha?

O tempo passou e a vontade de ouvir de novo só cresceu, perguntei sobre o grupo e ela veio com os olhinhos de Army brilhando me explicar quem eles eram e o quanto sofrem pra entregar “música boa” e blá blá blá etc e tal. A questão é que na época por falta de uma maior variedade eu acabei gostando da maioria das bombas que, hoje em dia, eu passo longe.

Mas eu preciso ser sincero, mesmo o grupo tendo músicas de gosto duvidável em sua discografia, os garotos são bons. Dançam bem (nem todos), cantam bem (nem todos), fazem rap bem (nem todos) e o que falta em um acaba sendo compensado no outro (ou melhor, no Jungkook). Mas eles eram só o primeiro degrau pra esse mundo sem volta.

Descobri que o k-pop era imenso, com um número enorme de artistas sendo dos mais variados estilos e conceitos. AMEI. Nunca me deixa na mão, sempre quando os comebacks do momento estão mornos é só fuçar no passado que você acha coisa boa ou excelente.

Gosto da maneia como funciona o mercado coreano em relação à musica (com exceção da parte onde eles quase escravizam os pobres artistas). Grupos/solistas com 2-3 comebacks ao ano é muito bom pra ser verdade. E geralmente quando o fave derrapa tem um nogu que hita e acaba agradando de maneira geral.

Ainda sou um iniciante, não conheço boa parte dos grupos e muitas vezes sou surpreendido quando acho um artista bom, sendo que antes não tinha dado bola pra ele/ela (Sunmi).

E é isso, até a próxima com euzinho aqui rasgando seda pros meus faves!

Bye Red Velvet.gif

3 comentários em “Vem Comigo: O que estou fazendo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s