TAG: O Definitivo Ranking dos Atos Coreanos Femininos (Segundo Esse Blog)!

*Atualizado dia 01 de agosto de 2020*

Olá seres humanos, olha eu aqui trazendo uma TAG pro meu blog!!!!

Dessa vez eu resolvi escrafunchar outros blogs e trouxe uma TAG um pouco antiga porém reveladora, que tem como objetivo mostrar pra vocês os atos femininos que eu acompanho e o quão “importante” cada um deles é pra mim. Vamos lá!!!

Obs.1: O jeito original de fazer isso aqui seria apenas com girlgroups, mas eu resolvi colocar solistas aqui no meio também já que gosto de algumas e não queria deixa-las de fora.

Obs.2: Abaixo de cada categoria terá sua explicação feita por um dos criadores da TAG*.

Obs.3: Pretendo ir atualizando conforme meus conceitos forem mudando, mas talvez eu simplesmente esqueça, então não esperem muito de mim… e não é que eu tenho atualizado isso mesmo?

CÉU

Uni.T / Sistar / Wonder Girls / 4Minute / 2NE1 / Pristin

“Resolvemos separar duas categorias especiais como adendo à lista para que grupos que já não estão entre nós pudessem ser lembrados. Aqui, aparecem aquelas que realmente fazem falta, já que foram, de certa forma, especiais, para esse que vos escreve.”

Bom, eu entrei pro k-pop faz “pouco tempo” (se comparado aos outros blogueiros), logo não consegui acompanhar os grupos que criaram o k-pop mais famosinhos do passado. Dito isso, a chance de eu idolatrar eles é muito grande, já que todos têm uma carreira bem extensa (ou quase) e sempre que ouço uma música que não gosto, já ignoro e vou procurar outra que me agrade. Ao invés de esperar meses por um comeback e depois me decepcionar como acontece com os grupos atuais que estão em atividade.

Uni.T era um grupo maravilhoso. Era um megazord de flops com o destino traçado ao fracasso dentro da MBK lixosa, infelizmente. Eu gosto muito delas e meu coração está partido por saber que elas já acabaram e não conseguiram nem um minutinho ao sol. Adeus rainhas.

Sistar é meu favorito desta categoria, como já disse em outros posts, sou LOUCO por farofas e basicamente todos os seus singles são isso. Além disso, tiveram um fim de carreira bem louvável, com uma baladinha para fãs, mas com um ponto final bem explicito e sem blá blá blá de um possível e falso retorno.

Do Wonder Girls pra ser sincero não ouvi muitas coisas, essa ideia de mudar o line-up com frequência me faz ter preguiça de ir atrás do passado delas, porque sei que vou ficar perdido tentando descobrir quem está em cada música. Mas o álbum Reboot e o single ‘Why So Lonely‘ fazem parte das minhas coisas favoritas e são as responsáveis por eu não deixar o grupo de lado na hora de fazer isso aqui.

4Minute e 2NE1 são muito bons, sendo o primeiro um grupo interessante com bastante carisma e o segundo tendo uma forte presença de palco nas lives (me fazendo assistir, mesmo que seja uma música que não gosto). E sem contar que os dois tiveram várias tretas ao darem disband, o que também chamou minha atenção huehue.

Pristin teve uma jornada bem curta e triste no k-pop. As dez garotas debutaram na Pledis e conseguiram receber um certo destaque com o público de uma maneira geral. Porém, aparentemente, não deram um retorno que atingisse as expectativas da empresa. Dois anos depois de seu debut (e mais de um ano desde seu último comeback), foi anunciado que o grupo chegou ao fim, com várias das integrantes saindo da empresa. Uma pena, pois elas até que eram bem competentes em lançar farofinhas descompromissadas.

PAREDE INQUEBRÁVEL

Red Velvet / Sunmi / Chungha

“Na Parede Inquebrável estão aqueles grupos que, em minha cabeça, são os melhores entre os melhores, os mais interessantes e que me fazem esperar ansioso comeback a comeback, pois tenho plena certeza de que virão canções ótimas, que me entreterão por muito tempo e, por conta de uma bela sequência de acertos, me tornaram biased.”

Red Velvet foi o primeiro girlgroup que eu investi minhas fichas, então eu tenho um apego muito grande a ele. Isso sem contar que gosto muito das investidas que a SM faz quando se trata das meninas, sinto como se elas tivessem sido um grupo “experimental” da empresa e que isso acabou se tornando uma marca delas. A cada comeback, trazem algo diferente e às vezes bizarro (no bom e no mal sentido), fazendo com que não caiam na mesmice e sempre trazem coisas ótimas mesmo que em forma de b-side. Também vou deitar para qualquer derivado delas, como a dupla Red Velvet – Irene&Seulgi.

Sunmi é sem dúvidas uma das solistas mais interessantes da atualidade, além de ser dona do hit de 2017, ela teve um excelente retorno em 2018 e suas coisas antigas são tão boas quanto. Fazendo essa TAG eu percebi que ela é minha solista favorita, ganhando por pouquíssimo de sua bff.

Já a Chungha, estava uma posição abaixo, mas escalou com vigor até aqui. Desde ‘Gotta Go‘ eu venho me apaixonando cada vez mais por ela. E agora posso dizer com confiança que mesmo quando ela derrapar, estarei aqui para defendê-la (pois só quem é do fandom pode falar mal do idol, quem não for… sofrerá a fúria de um fanático tô zuando).

ELEITORADO NACIONAL

Loona / Oh My Girl / fromis_9 / Hyolyn / (G)I-DLE / Mamamoo / HyunA / BoA

“Nessa leva aqui estão outros grupos realmente muito bons, com discografias acima do normal, que quase nunca decepcionam e possuem vários e vários hinos para chamarem de seus. Entretanto, por pura subjetividade minha, acabam não se igualando aos do escalão de cima.”

*Booom* sim, eu rebaixei o Loona, que antes estava ali em cima… Confesso que o início de carreira delas é louvável e eu realmente amo as integrantes e seus solos. Porém como grupo, elas não me atiçam tanto assim. Já vai completar dois anos desde o debut do megazord e eu praticamente amei um single só. Além disso, não sei se quando anunciarem comeback ficarei tão animado como já fiquei no passado.

Quanto ao próximo grupo, também não serei hipócrita. Eu cagava horrores pro Oh My Girl por puro preconceito ao aegyo. Acontece que elas entraram pro Queendom e calaram minha boca. Com vocais incríveis, presença de palco inigualável e um carisma de dar inveja, não há ninguém no mundo que consiga ignorar a existência do grupo (e quem ignora… é só uma questão de tempo até serem hipnotizados).

fromis_9 é outro exemplo de artista escalando com vontade no meu ranking. O grupo irmão-mais-velho do IZ*ONE fez o que eu AMO: evoluir sua própria imagem, sem medo de ser feliz. Para quem só ouviu suas duas músicas mais recentes, não vai entender ao certo isso que eu disse, pois ambas são farofas das boas. Porém, desde seu debut elas tem uma pegada aegyo mais descompromissada e com batidas mais frenéticas. É ótimo ver elas se inspirando cada dia mais no lado red das boleiras e construindo uma carreira coesa em cima dele (será se elas ainda vão sobreviver depois de toda a treta envolvendo manipulação de votos?).

Hyolyn também está subindo lentamente no meu conceito. Depois de ter saído da Starship a ex-Sistar resolveu andar com as próprias pernas, LITERALMENTE, e isso foi ótimo, pelo menos por enquanto. Com o seu projeto de “re-debut” dividido em três singles + um bônus, ela mostrou que é sim uma artista completa.

O (G)I-DLE teve um começo de carreira bem bom e após quatro singles imbatíveis, acredito que elas são verdadeiras merecedoras de entrar nessa categoria. As meninas são carismáticas, têm timbres muito variados, algumas são verdadeiras performers e ainda contam com o plus de ter a Soyeon como compositora. Não sei se tem como o grupo derrapar de uma maneira que as façam menos interessantes do que são.

Mamamoo é um grupo de vocalistas poderosas que vive lançando coisa boa, mas que às vezes lança umas baladas comuns cheias de gritaria pra mostrar seus talentos. Não sei ao certo explicar, eu só não surto por elas. São ótimas, porém não ao ponto de dividirem o trono com o Red Velvet.

HyunA já é uma solista muito interessante de se acompanhar principalmente quando resolve piriguetar em seus singles, mas que também lança coisa boa quando quer dar uma de conceitual. Só não esta lá em cima porque eu não quero huehue. Só que agora ela entrou para a P-Nation e o Psy está dando um chá de porão em todos os seus artistas que não sejam o Crush.

E sim, a rainha do k-pop não faz parte da parede inquebrável. Gosto muito da BoA, mas muitas coisas que ela lançou no passado não fazem meu estilo. E por conta dos singles mais recentes e alguns poucos antigos ela não esta em um nível mais baixo… sei que se a SM se esforçar em fazer ela acontecer de novo vai vir coisa boa, que vai me agradar e muito.

HIGH SOCIETY

Tiffany Young / Taeyeon / SNSD / CLC / Dreamcatcher / Apink / Weki Meki / GFriend / Twice / Momoland

“Aqui, temos aquela galera que eu amo, que sempre desperta a minha atenção, que é sensacional e, de maneira descompromissada, sempre me rende bons momentos. Porém, em comparação com as de cima, acabam não atingindo patamares tão altos assim em minha cabeça.”

Tiffany Young decidiu focar todas suas energias no mercado ocidental, lançando músicas em inglês e tudo. Felizmente, após um início de carreira mais soft/conceitual, ela decidiu começar a lançar música pros gays ralarem suas bundas na pista de dança e isso foi muito bem vindo.

E mais uma do SNSD subiu horrores no meu conceito. A menina Taeyeon sempre lançou coisas bem gostosinhas, mas nunca me pegavam de verdade. Até que ela decidiu mudar sua paleta de cores e se transformar num mulherão 25+ que tira meu fôlego. Desde 2018 seus lançamentos tem sido de puro bom gosto.

Falando de SNSD, ele pode ter sido o queridinho da nação durante muitos anos, porém nunca foi o meu. Confesso que a carreira delas é de se admirar e tem muita coisa boa/excelente ali no meio, mas não muda muito minha vida tanto quanto os outros que estão lá em cima. O grupo parece ter morrido, vamos ver se vai ter pelo menos um comeback a cada dois anos com a “unit” ou se vai ser o F(x) 2.0 (a empresa é a mesma…).

CLC teve um começo (e meio) de carreira bem confuso, cujo só os mais bobos esforçados conseguem perceber alguma conexão entre eles ou mesmo uma qualidade em alguns. Confesso que só comecei a dar bola para elas após a ruim-boaHobgoblin‘ e parece que elas estão empenhadas em continuar nessa pegada mais fodona, me fazendo criar altas expectativas para seus retornos.

Dreamcatcher é um grupo que demorou pra me fazer gostar delas, mas depois de eu me viciar em ‘Shoot Me‘ e posteriormente enjoar da mesma, a cota de rock na minha playlist estava vazia, daí finalmente dei a devida atenção ao grupo. A “nova era” delas me deixou bem empolgado também, já que elas não largaram mão do estilo das músicas e sim da fanfic por trás de seus MV’s de debut, ao melhor estilo BTS possível. Além de estarem misturando o rock com um lado mais pop, com algumas coisas até fazendo referência ao antigo k-pop.

Apink é um grupo deveras velho, já somando mais de 7 anos de carreira que foram marcados pelo uso incansável do aegyo. Porém, após as renovações de contrato com sua empresa, as meninas mostraram que voltaram em um novo capítulo de suas vidas que promete ser marcado pelo sexy-chic que eu tanto amo. Somando três singles bem bons, o grupo já marca presença nessa categoria.

Weki Meki vem lançando farofinhas muito boas desde seu debut, me agradando muito. O line-up é meio inflado, mas aos poucos parece que eu estou engolido as oito gatinhas (onde quatro são plantas). Se continuarem me entretendo, já está bom.

GFriend, tem singles bem gostosinhos em sua discografia. Entretanto a covardia de sua empresa sempre me deu preguiça. As gatinhas têm muito potencial que era pouco aproveitado. Agora, a Big Hit assumiu as rédeas e parece estar disposta a tudo para fazer o grupo brilhar. Espero que entreguem boas farofas, essas que podem fazer o sexteto evoluir nesse ranking.

Eu sei, eu sei. Twice já amadureceu e JYP parece estar querendo continuar firme nessa ideia de fazê-las sexy-sem-vulgarizar. Mas ainda não sei dizer o que, só sei que tem algo que bloqueia a passagem delas para um nível acima dessa lista. Quem sabe em breve eu consiga promovê-las sem culpa?

Momoland é até que bem aclamado e eu gosto de várias coisas até, mas precisa lançar uma sequência de singles/álbuns muito boa para que eu dê mais atenção para ele.

NÍVEL DA MANIA

IZ*ONE / Brown Eyed Girls / WJSN / April / Nature / Gugudan / Elris / Sohee / Hyoeon / Yuri / Soyou / Blackpink / Park Bom / CL / GWSN

“Aqui é a farofa, né. Todos esses girlgroups aí não chegam a me despertar qualquer curiosidade sobre o que lançarão em seguida. Logo, se soltarem boas faixas, fico no lucro, se vierem bombas, minha vida segue normal, como se eu nunca tivesse escutado.”

Para minha derrota, o Produce48 formou um grupo que eu odiei o line-up, porém deram um verdadeiro bop para as meninas usarem em seu debut. Além disso, o IZ*ONE vem se mostrando bem superior ao Wanna One, com uma música ou outra estando bem acima da média.

As gatas militantes finalmente resolveram dar o ar da graça e pegarem de volta sua posição como pioneiras na liderança das minorias. Brown Eyed Girls pode até não estar entre meus grupos favoritos, mas sempre dou uma chance para tudo que estão dispostas a lançar.

Acho que a descrição dessa categoria explica muito bem o motivo de dois desses grupos estarem aqui, sendo eles WJSN, April, Nature e Gugudan. Todos são bem bons, mas só ouço algumas coisas e de vez em quando.

Elris é um dos poucos grupos aegyo que eu vejo algo a mais que os outros, elas podem facilmente subir nisso aqui se seguirem com a mesma qualidade de ‘Pow Pow‘ ou se rodarem a baiana e decidirem se inspirar na ótima, porém curta carreira solo da Sohee. 

Indo para o lado das solistas temos Hyoyeon e Yuri, as duas vindo do mesmo grupo, estando na mesma categoria. Soyou que é proveniente de outro girlgroup das antigas, também fica aqui. A descrição também cabe perfeitamente às 3.

Blackpink é um grupo que já tem um tempinho bom de vida, elas têm um conceito que me agrada facilmente e são de uma grande empresa do k-pop. O que na maioria dos casos, significa que o trabalho delas quase sempre terá muito investimento, com bons MV’s e bons produtores. Outro ponto positivo é o carisma de algumas integrantes, que me conquistaram a bastante tempo já. O único motivo delas estarem aqui é que mesmo com quase 4 anos, o grupo ainda tem uma discografia muito pequena e que só tem 1 música que durou comigo até hoje. Veremos o que a YG tem a oferecer a elas no futuro…

A Park Bom lança umas power ballads muito boas, mas de vez em quanto só requenta aquilo que já usou em outras ocasiões. Então me dá um misto de sentimentos toda vez que ela anuncia comeback. Porque pode ser uma maravilha ou mais uma música idêntica às outras. E o pior de tudo é que nem parece que a letra muda, pois a voz dela já está tão cagada que fica parecendo uma Alcione da vida (só gungunando qualquer coisa).

CL, bom… gosto dela e tals, mas as coisas que lançou como solista no passado não me fazem amá-la. Inclusive só coloquei ela aqui porque ano passado ela postou e apagou posteriormente boa parte de um MV que já estava praticamente pronto e que provavelmente seria um revamped decente pra sua carreira, porém o YG resolveu guardá-lo na gaveta. Mas em 2019 a ex-2NE1 deu um grito de independência e já lançou tudo o que não conseguiu em sua ex-empresa, então… win/win eu acho.

GWSN nasceu já faz um tempo, veio com algo incrivelmente bom e de um lugar onde ninguém estava esperando. Superaram as expectativas (que eram nulas) e já me fizeram ficar de olho aberto para o grupo.

LINHA DA POPULARIDADE MAGNÉTICA

-Esta categoria está vazia (por enquanto)-

“Essa parte é polêmica, mas vamos lá. Aqui, ou eu não genuinamente não consigo gostar dos grupos, ou eu já gostei um dia, mas eles decaíram tanto que, hoje, peguei raiva.”

CANDIDATAS FUTURAS

Jeon Somi / Yubin / ITZY / BVNDIT / Cherry Bullet / Everglow / Weeekly / Hinapia

“Essa parte deve ser a mais fácil de explicar. Todos esses grupos são recentes demais para que eu tenha alguma opinião fixa formada em minha cabeça.” (Adaptado).

A renegada da JYP debutou (finalmente), trazendo consigo um single bem bacana, mesmo não fugindo da fórmula óbvia e massante dos singles produzidos pelo Teddy (Brave Sound did it first). Veremos como será essa tal de carreira solo da Jeon Somi, pois minha mão já até coçou de vontade de enfiar ela na categoria LIMBO, apesar do recente comeback.

Surpreendentemente, Yubin a rapper, acabou aderindo a uma imagem extremamente pop para sua carreira solo. Seu single de agradecimento lançado no ano passado foi incrível e marca presença na minha playlist até hoje. Aparentemente ela parece gostar de apostar no retrô, sei que vou ser bem feliz acompanhando ela.

O ITZY deu seu primeiro passo com um single que eu não gostei em um primeiro momento, mas atualmente eu já amo ela tanto que se bobear deve pegar um #20 no meu TOP de final de ano. Somado aos fatos de a) eu amar algumas integrantes b) elas virem de uma BIG3 c) possuem uma identidade sonora bem delimitada, este quinteto promete arrebentar nas minhas playlists.

BVNDIT, Cherry Bullet, Everglow, Weeekly e Hinapia tiveram debuts bem bacanas também e a essa altura do campeonato já soltaram algumas músicas bem legais e com bastante potencial de evoluírem para algo realmente louvável.

LIMBO

EXID / Dal Shabet / F(X) / Sonamoo / IOI / AOA

Bom, essa categoria foi adaptada por mim. Na TAG original existe a classificação “INFERNO”, mas nenhum grupo pertence a ela (na minha opinião). Então dediquei essa aos atos que atualmente se encontram no limbo e tem grandes chances de se tornarem um dos meus favoritos, porém ninguém sabe se vão sair do porão e brilhar ou apenas desaparecer… Aos poucos essa categoria só vai crescendo e isso me assusta.

Para quem lembra do post original, sabe que o EXID estava lá na minha Parede Inquebrável, mas após muitos anos frutíferos, o quinteto deu um passo em sua carreira que me faz acreditar que o fim chegou. É claro que a Banana Culture soltou aquela desculpinha esfarrapada de “algumas integrantes saíram da empresa, mas o grupo não acabou“, que todos sabemos significar o disband propriamente dito.

Meu biaísmo pela Woohee enquanto ela estava no Uni.T foi tão grande a ponto de me fazer cair nos encantos de seu grupo principal. Antes eu só ignorava o Dal Shabet mesmo, só por medo de virar stan de um grupo “morto” e agora olhem para mim, rindo de desespero por saber que provavelmente nunca terei a chance de acompanhar um comeback sequer.

F(X) é um girlgroup de respeito e tem uma fanbase grande que ainda chora ao ouvir seu nome, porém não me atraiu ainda. Sendo ‘4 Walls‘ a única música do grupo que funciona comigo…

Sonamoo é outro caso interessante… em relação aos singles puritanos do grupo eu não tenho muito o que dizer, mas os outros me fazem levantar da cadeira e gritar hino. Parece que elas realmente adotaram uma imagem mais adulta e sexy, porém o grupo está bem parado mesmo depois da volta da Euijin que estava no Uni.T. Este fato me faz pensar que talvez a empresa esteja minimamente interessada em fazê-las acontecer, já que a essa altura do campeonato a Euijin já perdeu todo o pequeno hype que conquistou.

O IOI entrou aqui pois eu, sinceramente, não sei ao certo onde colocá-las. O primeiro grupo do Produce 101 deu disband em 2017, posteriormente anunciaram um comeback especial em outubro do ano passado (2019). Mas aí uma ironia da vida aconteceu… algum gênio descobriu que todas as quatro temporadas do Produce tiveram manipulação de votos (avá?) e agora o grupo adiou esse comeback por tempo indeterminado. Provavelmente só vai acontecer se o assunto for abafado com muita força, mas acho difícil, pois a merda já começou a feder até pro lado dos outros realitys da Mnet.

Com o AOA aconteceu uma polêmica ainda mais fedida. Após anos perdendo integrantes a torto e a direito. Foi revelado por uma ex-membro que Jimin era uma cobra que praticava bullying com ela. A rapper já foi chutada do line-up e até anunciou a sua aposentadoria da industria, mas acho muito difícil que o, agora quarteto, volte a ativa mesmo depois dessa treta ter tomado proporções enormes.


E foi isso, espero que tenham gostado da TAG!!!! Pretendo trazer outras pro blog, quando não tiver muito assunto relevante pra comentar… Até a próxima!!!

*Clique aqui e aqui pra conhecer os blogs dos criadores da TAG.

Gosta do conteúdo do site? Ajude esse blogueiro a pagar a marmita doando qualquer valor no PIX, com a chave: gostomeu18@gmail.com. Se quiser, também pode encomendar posts e patrociná-los! Apenas lembre-se que alguns conteúdos são mais complexos e difíceis de serem escritos que outros, então faça uma doação consciente ♥

24 comentários em “TAG: O Definitivo Ranking dos Atos Coreanos Femininos (Segundo Esse Blog)!

  1. Gostei do seu post, obviamente está focado na nova geração onde voce justamente teve o primeiro contato com o capope.
    Por esse motivo eu achei totalmente coerente.

    Porém, entretanto…

    “SNSD pode ter sido o queridinho da nação durante muitos anos, mas nunca foi o meu. Confesso que a carreira delas é de se admirar e tem muita coisa boa/excelente ali no meio, mas não muda muito minha vida tanto quanto os outros que estão lá em cima”

    Acredito que a polêmica maior seja nesse trecho mesmo…kkkkkk

    Continue a escrever com o seu coração, estou ávido por seus posts vindouros.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Pior que eu tenho que concordar com ele; nunca achei graça no SNSD…

      Aliás, mentira; gosto bastante de You Think e acho Lion Heart interessante. Mas de resto, nem os chamados “hinos” Gee e Genie me conquistaram. Prefiro muito mais a discografia das Wonder Girls, que de Irony a Why So Lonely têm um histórico de singles impecável.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Gostei da lista! Triste ver f(x) e AOA no limbo…

    “Bom, o Loona já esta aqui… Eu sei que eu não deveria criar tantas expectativas com um grupo que acabou de debutar, mas…”

    Considere que só da fase pré-debut, o LOONA teve TRÊS EPs (dois deles com repackages) e DOZE singles solo, ou seja, tem mais músicas lançadas que muito girlgroup veterano por aí. E considerando a proporção entre acertos e erros na discografia delas, acho que a classificação que você deu pra elas é mais que merecida.

    Curtido por 2 pessoas

  3. Poxa, nem as performances espetaculares do AOA nas duas primeiras semanas do Queendom foram suficientes pras garotas bonitas saírem do limbo no seu ranking?

    Curtido por 1 pessoa

    1. Se não me engano o contrato delas é de 2 anos e meio… debutaram em 2018, então…. provável que o disband seja na metade de 2021 mesmo (ou talvez seja até adiado devido aos perrengues que a Mnet vem passando pela manipulação de votos).

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s