Comentando o Álbum: Jinsoul – Loona [2017]

Com o lançamento de sua sétima integrante, o Loona seguiu ampliando sua discografia sem cair na mesmice e provando que dá sim para tirar mais conceitos do k-pop, que vão além do básico. Assim como, mostraram que meninas de diferentes medidas/belezas podem sim integrar um grupo, sem que todas tenham aquela cara de boneca de porcelana e corpos de louva-deus. Jinsoul, apesar de magra e alta, tem medidas bem distintas para coreanas, tendo um quadril bem largo, deixando-a com um corpaço, que seria facilmente invejado pelas garotas do lado de cá do globo.

Nada mais justo para acompanhar o visual da peixinha que o girlcrush de Singing In The Rain. A música é uma delícia e faz inveja em qualquer grupo/solista que já tentou executar o conceito com tal qualidade. A música é basicamente um batidão para as gays fritarem na balada com direito a break de rap e tudo.

Para acompanhar o single, ainda tivemos a b-side deliciosa Love Letter. Ela é como a filha dos singles de Jinsoul e Kim Lip, sendo executada pelas duas de maneira impecável. De todas as suas partes, eu não consigo escolher minha favorita, se é o refrão, a bridge, os versos… tudo é bom.

Como já disse anteriormente, foi a partir da sexta integrante onde a BBC começou a deixar tudo mais encaixadinho e bem feito, seja nas fanfics ou nos próprios álbuns em si. Aqui, Jinsoul só não leva nota máxima por puro gosto pessoal, pois eu mesmo achando as músicas ótimas, não as ouço com tanta frequência. E também para que Kim Lip possa continuar brilhando invicta, visto que eu gosto bem mais do álbum dela e de outras meninas que estão por vir do que deste aqui.

Nota: 9,0

2 comentários em “Comentando o Álbum: Jinsoul – Loona [2017]

  1. Arrisco dizer que o disco da JinSoul talvez seja o melhor dentre os solos. Singing in the Rain, como você bem disse, é um batidão que dá pra fritar na pista de dança, dá pra pular em trio elétrico de carnaval… é a música que as divas pop ocidentais querem e ainda não descobriram que querem (fique longe, Anitta!). E Love Letter é minha terceira B-side favorita, atrás apenas de I’ll Be There e Rosy.

    Mas voltando a Singing in the Rain, o engraçado da música e do MV é que, ao contrário do visto nos solos de TODAS as outras integrantes (exceto no da HyunJin), ele não se encaixa muito com o perfil da JinSoul: é um single ultrassensual, forte, dominante… que contrasta com a personalidade mais tranquila, alegre e até meio bobinha dela (vide a cena icônica dela martelando a mesa com a própria testa). Porém, ao contrário do caso da HyunJin (que saiu prejudicada em Around You), a JinSoul foi extremamente favorecida por essa divergência de estilos. Considerando o sacrifício capilar que ela vem fazendo desde sua escolha pro grupo, eu diria que é justíssimo.

    Curtir

  2. JinSoul dona de um dos mais icônicos blonde hair do kpop têm o melhor solo do OEC (imo). Acho que o MV dela é um dos mais bonitos de ficar olhando, eu adoro as partes que ela está de sereia dentro de um aquário, além dos vocais da JinSoul que eu acho um dos mais bonitos do grupo

    Love Letter bside aclamada, acho que o OEC tem as melhores bsides dos solos (de sub unit eu prefiro yyxy lol)

    Acho que foi um bom follow up pra bomba (no bom sentido) que foi Eclipse. Continuou o hype e fez bonito, dando um bom contraste entre os conceitos. JinSoul, apesar de em termos de personalidade não parecer em nada com o conceito, encarna bem o lado girl crush mais “agressivo” por assim dizer e mais forte, contrastando um pouco com a sensualidade mais chic da Lip e a dualidade da Choerry.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s