Pacotão: Heize+BTS, Ha Sungwoon, ATEEZ, Limitless, Baekhyun, Vixx+MonstaX, Arran, 1TEAM e UHSN.

E aqui vou eu para mais um capítulo desse quadro indie, recheado de coisa morna, mas que eu não poderia deixar passar em branco pois eu dei a cara a tapa na blogosfera para ficar comentando esse tipo de coisa (que aparentemente os outros blogueiros não se dão ao trabalho de escrever sobre) e agora preciso manter minha consistência. Let’s go.

We Don’t Talk Together – Heize

Heize resolveu fazer comeback e aproveitar para dar uma mordidinha na enorme parcela de fãs do BTS. Em ‘We Don’t Talk Together’ temos um instrumental 100% lugar comum para o grupo dos garotos escoteiros, mas os vocais dela faz o trabalho ser ligeiramente interessante. É claro que eu mal escuto isso e muito provavelmente vou ter esquecido dela daqui uma semana, mas achei essa essa parceria aleatória demais para não ser comentada.

Blue – Ha Seungwoo

Gente, essa ‘Blue’ poderia ser o hino dos solistas machos de 2019, mas aí o produtor decidiu ser preguiçoso e enfiar esse refrão… Wanna One (?) na música. Ótima tentativa Seongwoo, mas quem sabe da próxima você não acerta? Ong continua reinando como o melhor act pós-disband do grupo, mesmo sem nem ter debutado oficialmente rs.

Aurora – ATEEZ

Esse álbum novo do ATEEZ está estranho né? Assim, quem sou e para questionar as escolhas de empresas nogus, até porque esse é a terceira música ótima desse EP a ganhar um clipe. Mas o grupo está gostando de tentar emular acts que já existem e que têm imagens bem específicas no imaginário popular e discografias mais… coesas, eu acho. Se antes tivemos eles dando uma de KARD e posteriormente de Pentagon, agora temos a faixa 100% Seventeen (até na coreografia). Até ouso em dizer que essa é a minha tão esperada ‘Don’t Wanna Cry‘ 2.0 (sim, eu amo essa bosta).

Dreamplay – Limitless

E para provar que estamos na era dos debuts mais “relevantes”, esse Limitless veio com uma faixa bem agradável e pasmem, com o Moonbok no line-up. É tudo meio genérico, mas bem executado. Vai ser legal quando desistirem dessa ideia de serem “boygroup padrão” e investirem nos encantos 4D do cabelinho de óleo caído no asfalto. Pentagon fez isso quando lançaram ‘Shine‘ e foi o maior hit deles até então.

Porém o mais interessante desse quarteto é ver em como os timbres deles são distintos e meio que se encaixam muito bem. Estou ansioso pelo que pode vir em breve. Só me preocupa a bola fora que a empresa deu ao debutar eles na mesma época que o AB6IX e o CIX, que são dois grupos de ex-Wanna One’s que parecem apostar em uma imagem bem parecida.

UN Village – Baekhyun

E o que dizer do debut solo do Baekhyun? ‘UN Village’ é verdadeiramente muito boa e o vocal dele está maravilhoso, como sempre. Mas eu sempre senti ele e o DO muito deslocado no EXO, principalmente nos singles mais machões sexy, como esse aqui. É uma pena não estarmos diante do Baek-viado que eu tanto gosto, mas sim de uma versão menos máscula e menos musculosa do Kai.

Cool Love – Hong Bin (VIXX) e Hyung Won (Monsta X)

Dos vários lançamentos aleatórios que a Pepsi está promovendo nos últimos meses, ‘Cool Love’ pode ficar bem satisfeita de entrar na categoria satisfatória e não na ignorável. Por mais que os integrantes deste dueto sejam extremamente avulsos para mim, é bem legal ouvir esse farofão que está mandando o ouvinte ir fazer um amor gostoso.

Puzzle – Arran

Confesso que só acompanhei os teasers desse debut solo depois de ver a informação que essa Arran era/é produtora do fromis_9. E não é que ficou bem divertido? É mais uma farofa de verão genérica, mas como eu não tinha lá grandes expectativas sobre ela… o resultado é bem agradável.

Rolling Rolling – 1TEAM

1TEAM está de volta e… a cada dia que a YG se afunda, mais eles estão dispostos a roubar a imagem dos boygroups de lá. Não sei diferenciar Winner de iKON, porém sei que isso seria algo que viria de um dos dois (ou de ambos, já que as demos da YG são meio que “universais” e qualquer um de seus artistas pode acabar executando qualquer coisa).

Popsicle – UHSN

Eu sei. Eu sei. Quase todo “estrangeiro” que acompanha o k-pop cria esse sonho de debutar por lá. Mas eu não consigo me sentir confortável em ver pessoas-que-não-têm-o-olho-puxadinho fazendo aegyo. Sei lá. É uma coisa bem pessoal. No mais, a música em si é bem agradável, porém esquecível.


Bom, esse aqui está bem fraquinho (exceto pelo ATEEZ e pelo Baekhyun), mas como já disse lá em cima, vai que alguns de vocês curtem, não é?

6 comentários em “Pacotão: Heize+BTS, Ha Sungwoon, ATEEZ, Limitless, Baekhyun, Vixx+MonstaX, Arran, 1TEAM e UHSN.

    1. Eu já gostava um pouco mesmo antes deles apostarem no ocidente, mas as músicas duravam bem pouco na minha playlist.

      Mas agora eles estão se envolvendo em canções puxadas para algo mais pop e o resultado está sendo ótimo.

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s