Vem Comigo: Um meteoro chamado Pristin.

Uma história interessante no k-pop, mas que talvez nem todos conheçam, é a do Pristin. Esse era mais um desses grupos composto por dez integrantes, onde duas delas eram ex-IOI e o conceito mirava no aegyo-bubblegum pra tentar ocupar a vaga do antigo grupo da Mnet. E assim como todos que nasceram com essa premissa, estava fadado a ter, no máximo, uma popularidade mediana (ou o flop pro resto da vida).

O que deixa todos com uma grande interrogação na cabeça, é o fato do Pristin ser, justamente, o que mais tinha chances de crescer. Vinha de uma empresa grande. Possuía uma integrante chinesa com muito potencial de virar um dos rostinhos favoritos de seu país natal. O line-up era muito competente, mesmo saturado. Suas músicas não eram ruins.

A curta discografia das gatinhas conta com somente dois EPs, que são bem ok. Mas com eles, o grupo fez mais barulho que o Weki Meki nessa mesma época. Além disso, vários vídeos pipocaram internet a fora, com a extrema sincronia nas performances, principalmente na música ‘Black Widow’ ali de cima. Tudo ia bem. Até que… em algum momento a Pledis, empresa das meninas, decidiu que não queria mais levar esse projeto adiante.

O grupo passou um longo período no porão e começou a demonstrar sinais de estar desmoronando. Kyla, uma das integrantes que servia como dançarina de fundo, virou alvo de haters que a acusavam de uma maneira absurdamente insensível de estar acima do peso. Pouco tempo depois, ela foi vista trabalhando como vendedora em um shopping dos EUA e os fãs começaram a ir atrás de respostas, já que na maioria das vezes, idols de grandes empresas não têm tempo de ter trabalhos “comuns”. Quem dirá num país do outro lado do mundo.

A treta começou a esquentar com o irmão da garota entrando na história para falar que a irmã estava com problemas psicológicos por conta dos haters. E ainda por cima, deu a entender que ela não estava muito disposta a voltar. Acabou que o rolo ficou por isso mesmo e a Pledis não conseguiu emplacar uma desculpa convincente. Só usando aquela balela de “a integrante está em hiatus, até se recuperar”.

Enquanto isso, na China. Pinky (uma das ex-IOI) começou a fazer sucesso por ser bonita. A empresa logo já meteu uma carreira solo para não perder a grana fácil. E assim, a garota passou a fazer muito dinheiro com seu único single e várias aparições em programas de variedades chineses. Inclusive, movimentava mais grana que seu próprio grupo.

Bastante tempo depois, foi anunciado que uma unit seria criada com a metade do line-up. Nascia assim o Pristin V, com o single abaixo. Isso gerou ainda mais dúvidas na cabeça de todos, pois, por mais que se trate de um girlcrush, as garotas já haviam feito algo parecido com a ‘Black Widow’ lincada lá em cima. E isso poderia fácil ser um comeback do OT10 ou OT9, caso Kyla ainda não estivesse pronta para retornar.

Inclusive saíram boatos de que a Pledis estava preparando uma segunda unit com o restante das garotas e com uma imagem diferente do Printin V. Com isso, todos esperavam que elas voltassem para o jogo.

E o que era para ser o início de um sonho… deu tudo errado. Pristin V foi criado só para milkar dinheiro em cima das duas ex-IOI que estão presentes aqui o que todos também já desconfiavam que aconteceria. Além disso, a empresa simplesmente MUDOU a coreografia para os music shows, garantindo assim que a Pinky-chinesa-milionária ficasse o maior tempo possível no centro. Claramente tentando mamar nos chineses que comprariam essa unit como se fossem a salvação.

Porém o tiro saiu pela culatra e até pessoas que não eram do fandom, passaram a atacar a Pinky, julgando a garota por estar “querendo aparecer” ou por ser “metida e estrelinha demais”.

As promoções chegaram ao fim, Pinky voltou a ser personalidade da mídia na China, a segunda unit não veio e ficamos um bom tempo sem informação nenhuma do que estava acontecendo. Até que o fatídico dia do disband chegou e a Pledis demitiu todo mundo sem dó nem piedade. Só ficaram com a chinesa, por motivos óbvios e com mais duas aleatórias que nem me lembrava dos rostos.

Cada integrante tomou um rumo para suas vidas, com quatro delas debutando novamente, no grupo Hinapia, a outra ex-IOI e Xiyeon foram virar atrizes e Kyla continuou nos EUA.

No fim desse rolo todo, é uma pena que elas tenham sido um meteoro destinado a explodir quando atingissem o chão. E tudo isso por conta de uma empresa que estava minimamente interessada em ter um girlgroup, mas que mesmo assim colocou 10 meninas na linha de frente de todo esse caos.


Caso tenham interesse de acompanhar a carreira de algumas delas, vou deixar abaixo o link para o single-album de debut do Hinapia. E um para o EP de debut da Kyla, que resolveu ser uma solista pop flopadinha nos EUA, mas que entregou boas faixas que pretendo comentar em um post em breve.

3 comentários em “Vem Comigo: Um meteoro chamado Pristin.

  1. É tão estranho pensar que só a chungha e a yeonjung e talvez a sejeong do ioi inteiro que esta se tando bem ………..
    Sabe geral ,ficava imaginando um futuro incrível para as meninas mas oque elas tiveram foi só dor de cabeça e sonhos espero que todas elas estejam melhor hoje

    Curtido por 1 pessoa

  2. Acho que a Pledis jogou a toalha muito cedo

    No debut elas tavam até que bem pelo que eu sei, aí decaíram com o primeiro comeback mas eu não acho que isso daria um caso pra desistir do grupo tão abruptamente.

    A Pledis não é uma empresa pequena, eles poderiam pelo menos tentar mais algumas vezes, naquele ano elas até ganharam Rookie of The Year, tá que a competição não estava muito grande mas é alguma coisa, já que ter seu nome atrelado a uma premiação famosa dá buzz e oportunidade

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s