Se este é o preço a se pagar pelo pecado… Twice pode me levar pro purgatório agorinha.

Twice dispensa introduções por ser o atual girlgroup da nação. Mas se você é perdido ou novo no k-pop, vou dar uma breve palinha da história delas. Em 2015 a JYP Entertainment estava precisando de um novo girlgroup para alavancar o sucesso e o rendimento da empresa. Assim, o JYP inventou de lançar um reality show de sobrevivência, chamado Sixteen.

Neste, algumas gatinhas iam competir por sete vagas no novo grupo feminino na empresa. A escolha do line-up seria feita pelo próprio CEO, levando em consideração canto, dança, rap, habilidades de modelagem e popularidade. Chegou ao final do show e foi tudo uma bagunça.

Boa parte das sete mais velhas entraram pro line-up. Ele adicionou mais uma de última hora, pois deu vontade nele. Além de chamar a Momo pro palco novamente e também introduzi-la ao Twice, sendo que a garota tinha sido eliminada nos episódios anteriores tacando o foda-se pras meninas que conseguiram chegar na final. E fechando assim o grupo com nove integrantes (mesmo número de meninas do SNSD, o girlgroup da nação daquela época).

O debut delas fez muito sucesso e as gatinhas engataram numa sequência louca de lançamentos bimestrais na Coreia, intercalando com coisas pro Japão. Assim, se firmaram como um dos maiores atos femininos da geração, além de serem responsáveis por deixar a JYP muito mais rica do que antes (segundo o próprio JYP).

Só que mesmo com a porção de coisas que já soltaram, poucas eu considerava verdadeiramente boas, com nenhuma sendo o ápice das novas divines. Porém, agora isso aqui foi lançado e elas podem gozar de alegria por terem pelo menos um grande hino em sua carreira vou nem zuar o Blackpink dessa vez.

Ouçam essa obra de arte chamada ‘I Can’t Stop Me’ e tirem suas próprias conclusões. A faixa bebe daquele retrôzinho safado que já virou modinha e só confirma mais uma vez o quão bom o JYP é, em fazer esse tipo de coisa. Principalmente o refrão que está um absurdo de bom e mesmo com versos capengas, a canção seria acima da média. O que não é o caso pois até os versos, pós-refrão, bridge e raps estão ótimos.

Falando das meninas… Elas estão um absurdo! E por mais que o JYP tente colocar Nayeon em todo santo segundo da faixa, ela passa longe de ser a center. Deixando a briga para Tzuyu, Sana, Momo e Jihyo. Em um mundo ideal, este velhote deixaria o screentime mais bem dividido e eu não precisaria ficar caçando elas em alguns momentos do clipe, onde a câmera está mais longe.

O clipe eu achei lindíssimo também, apesar de ter seus pontos negativos. Tudo é muito bem produzido e escorre orçamento, mas o diretor bem que poderia ter feito uns cortes menos abruptos, além de contar uma historinha mais linear. Pois ninguém da minha bolha social entendeu o conceito do MV. Mas eu acho que isso é um erro de principiante mesmo, visto que Twice só tentou contar história uma vez. E mesmo assim foi coisa bem basicona de meninas que ficaram presas do lado de fora de uma casa mal assombrada.

E como prometi pros meus amiguinhos que tentaria explicar minha teoria do clipe de ‘I Can’t Stop Me’, aqui vai:

Assim como já foi confirmado pelos próprios teasers, tudo começa no final de ‘More & More‘. Local também conhecido como Éden, onde todas as meninas vivem felizes. Até que decidem provar do fruto proibido e encarar as consequências do pecado original. Sendo enviadas para o purgatório.

Para ser sincero, não sei o que é essa flor. Poderia ser algum tipo de portão entre os “mundos”. Podendo representar o momento onde elas são expulsas do Éden e jogadas num universo para pecadores. E levando em consideração que é assim que o clipe começa, até que faz sentido com o que segue a história.

A seguir, elas encaram as verdadeiras faces de si próprias. Em um paralelo com a bíblia, aqui seria quando Adão e Eva passaram a ter vergonha de estarem despidos, pois passaram a ter maior noção de seus corpos, fragilidades e também começaram a ter vergonha dos pecados. No clipe, tem uma cena onde uma das garotas ultrapassa a linha vermelha que está delimitada no meio da mesa. Confirmando o fato dessa “quebra” de limites. Ou mesmo de um maior contato com o outro lado delas.

Depois de perceberem a merda que fizeram ao morderem uma maçã, todas nove iniciam uma busca incessável pela saída deste lugar. Na tentativa de retornarem para aquele paraíso onde não existia dor, cansaço ou pecado.

Enquanto isso, Jungyeon tenta ser mais perspicaz e voltar no passado, para tentar impedi-las de comer a maçã. Mas sua moto máquina do tempo não é potente o suficiente e o único lugar onde ela consegue chegar é aquela mesa do início do clipe. E ali já era tarde demais, pois naquele ponto elas já tinham mordido o fruto proibido.

Por um momento, elas desistem da missão e passam a aceitar as condições que estão vivendo. Até que…

Assim como a outras, Sana está em busca da saída. E resolve ir procurar ao ar livre, sendo possivelmente a garota que chegou mais perto de encontrar uma solução. O trem.

O grupo se reúne novamente e encontra a estação, onde resolvem rebolar o cu, enquanto esperam pelo meio de transporte.

O trem chega. O grupo embarca rumo à saída do purgatório. Mas aí percebem que não é assim que as coisas funcionam. Elas cometeram um pecado e pagarão por tal feito. Não podem simplesmente fugir. Assim, o apocalipse segue as divines até o fim dos tempos, literalmente.

O rosto triste e congelado delas dentro no vagão, mostra que depois de tudo isso, elas perceberam que não se dá para fugir das consequências do que fizeram. E dessa forma, todas já esperam pelo fim iminente.

Depois de passar por tudo isso, ironicamente, as gatas retornam para um lugar onde não existe dor, cansaço ou pecado. O céu. Feito de algodão-doce, btw.

E aí? O que acharam da minha super teoria? Viajei no ácido, né? Mas o que importa é que na minha cabeça fez sentido hahahaha Acho que todos esses anos sendo católico forçadamente e também orbit por vontade própria, me fez ficar apto a entender o que rolou nesse clipe.

Agora… isso aqui… perguntem pra Deus, porque nem eu sei dizer o que raios elas estão fazendo no meio desse quebra-cabeça floral.

20 comentários em “Se este é o preço a se pagar pelo pecado… Twice pode me levar pro purgatório agorinha.

  1. Música excelente (nem parece o mesmo grupo que só lançava porcaria na época que elas tinham um comeback por mês), e o MV tá caprichadíssimo! JYP definitivamente não economizou no orçamento.

    E caramba, a Momo tá ainda mais sexy do que ela já era!! Que mulher maravilhosa!

    Curtido por 1 pessoa

  2. O quebra-cabeça floral eu achei… Conceitual (?) demais, pq é uma quebra bem radical do ritmo do MV

    Tipo, tentaram fazer igual ao Oh My Girl em Closer, que a coreô vista de cima são os signos? Ou só para mostrar que tem ligação com aquele início de More & More?

    Curtido por 1 pessoa

  3. o álbum delas está incrível e o título já se tornou meu vício kkkk, não paro de ouvir até agr, muito bom, mesmo que seja básico e simplisão é o meu fav do álbum

    Curtido por 1 pessoa

    1. Segundo Dante, o Purgatório é um espaço intermediário, que se encontra na porção austral do planeta, onde existe uma única ilha com uma grande montanha no centro, que sobe até alcançar os céus: o Monte Purgatório. O Purgatório seria uma montanha composta por círculos ascendentes (as cornijas), reservados àqueles que se arrependeram em vida de seus pecados e estão em processo de expiação dos mesmos.

      E no fim do MV elas estão no que parece a base dessa montanha, claro que eu não acho que pensaram em tudo isso e você deve está mais correto, eu só gosto de teorias mesmo kkk

      Curtido por 1 pessoa

  4. Até que enfim uma música boa do Twice, se bem que eu gostei de Fancy, Yes or Yes e afins.
    Eu não gostava do conceito fofo.
    Lembro que uma vez eu estava ouvindo What Is love e meu pai perguntou pq eu estava ouvindo música se criança Kkkkkkkk
    I Can’t Stop Me HINOOO

    Curtido por 1 pessoa

  5. Elas no meio dessas flores e vestidas de amarelo estão parecendo abelhinhas.
    Enfim, a música tá ótima e não paro de ouvir desde ontem. O álbum tambem tá uma belezinha. Finalmente ouviram os que os pleubeus em 2015 diziam, pra dar um conceito retrô pro grupo.
    A coreografia tambem ta ótima e todas estão lindas sem grandes maluqices_ e graças que tiraram essa cor marrom ruivo do cabelo da Tzuyu, não gostava. Prefiro ela morena_

    Curtido por 1 pessoa

      1. não fique, particularmente de vdd eu acho que tenho um gosto bem peculiar de modo geral

        mas também não sei pra música de kpop tem uma barreira muito grande de gosto entre gays e lésbicas (de tranqueiras que gritamos QUE HINO)

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s