TOP100: As melhores músicas de 2020 – 54°~33°

E chegamos no terceiro dia de ranking. A partir de agora a briga começa a ficar um pouco mais séria. Já que as pérolas que vão dar as caras aqui são bem fortes em minha playlist e eu ouço com uma frequência maior do que vocês podem imaginar. Vamos lá as faixas que ranquearam entre as posições 54° e 33°.

54° Chocolate – Max Changmin

Dentre os vários debuts solo que vêm acontecendo na SM, o do Changmin foi uma grata surpresa. Isso porque eu adoro a discografia antiga do TVXQ, mas já faz um bom tempo que nenhum single novo deles me agrada. Até que… veio a gostosa e safada ‘Chocolate’, que é uma demo da dupla, só que cantada somente pelo meu bias. Então win/win.

Sorte da esposa dele que pode dar umas mordidas nesse chocolate branco sempre que quiser. Que?

Leia também: TV esqueceu do XQ, e lançou um single solo bem bom.

53° 100 Ways – Jackson Wang

Do nada, o Jackson resolveu mudar o rumo de sua carreira como solista, apostando num lado mais “cantor pop” ao invés de insistir no “rapper irritante”. E foi uma decisão muito acertada e combinou super com a persona dele. Já que o menino não tem nada de fodão e está mais para o “hétero liberal que tem até amigos gays”. Nada mais justo do que lançar coisas pros seus coleguinhas.

E em ‘100 Ways’ ele apostou numa coisa meio sem identidade, ou melhor com a identidade de outro cantor. Isso daria muito certo nas mãos do The Weeknd, mas na voz do Jackson ficou bem boa também.

Leia também: Pacotão: Doyeon, AB6IX, Eyedi, Jackson Wang, Kang Daniel, Stray Kids e Ong Seongwu.

52° Open Mind – Wonho

Para fechar a sequência de machos gostosões, temos mais um debut solo, só que dessa vez do Wonho. E cara, isso aqui está tão bom!

A música em si não tem nada de inovador e poderia ser um single onde o Taemin ia falar pro povo abrir a mente enquanto ele sai do armário. Mas tudo o que envolve ela enquanto um “debut do Wonho” faz o sabor ser tão bom quanto. Isso porque o rapaz mostrou que deu a volta por cima e quem perdeu foi o Monsta X, que agora está penando para achar um main abs com a coragem do Wonho em ficar sem camisa durante um clipe inteiro IM estou falando com você.

Leia também: Em seu debut solo, Wonho mostra o que um verdadeiro center é capaz de fazer (Wonyoung chora).

51° Swing – Twice

Uma grata surpresa na carreira japonesa do Twice foi ‘Swing’. Isso porque eu não costumo gostar muito do idioma e ele destrói muitas demos boas de vários artistas, mas isso não aconteceu com essa faixa de tão boa que ela é.

Adorei a guitarrinha presente em todos os momentos, enquanto a música segue numa linha mais alegre e “sonhadora”. Se o Twice fosse um Disney-act, essa aqui provavelmente seria a trilha sonora dos programas do grupo.

Leia também: Pacotão: Dreamcatcher, Cignature, Moonbyul, Punch, Twice, iKON, Loona, 8eight, Sunmi, GFriend e Everglow.

50° Given-Taken – Enhypen

Enhypen mal nasceu e já teve uma jornada incrível aqui no blog. Por eu acompanhar e comentar o show ao qual formou o grupo, acabei reunindo uma grande quantidade de pessoas que estavam dispostas a acompanhá-los, nem que fosse para gongar.

Acontece que o debut veio e a demo escolhida foi uma do lado velvet do BTS, porém é a melhor música de tal lado desde ‘Blood, Sweat & Tears‘. Tá que não é como se ela tivesse muita concorrência, mas é bem irônico ser o Enhypen cantando uma música boa do BTS e não os próprios meninos a prova de balas.

Leia também: ‘Given-Taken’ é mais uma música do BTS, melhor que as músicas que o BTS lançou esse ano.

49° Ghosting – TXT

Eis que chegamos à melhor b-side do recente álbum do TXT. Eu já falei de ‘Ghosting’ em outra ocasião, então não tenho intenções de me prolongar. Só quero dizer o quanto gosto desse treco e toda sua aura fantasiosa e sonhadora. Meu sonho ver o quinteto lançando um single nessa pegada, com o orçamento do último clipe deles.

Leia também: Vem Comigo: As b-sides injustiçadas de 2020!

48° Wannabe – ITZY

Não sei o que aconteceu comigo nesse período de pandemia, mas eu ouvia/gostava de todos os singles do ITZY e um dia eu enjoei de todos, exceto por ‘Wannabe’. A música é aquele teencrush padrãozinho da discografia delas. Porém a construção da faixa me anima bastante, o refrão não é nada enjoativo como as outras e a bridge é ótima. Se tudo der errado, eu pelo menos vou ter uma faixa do grupo pra não falar que o JYP desperdiçou um line-up impecável.

Leia também: ITZY segue entregando pancadões para fritar nossos miolos.

47° Untouchable – Everglow

De uma hora pra outra, Everglow tomou a melhor decisão de sua vida e desistiu de emular Blackpink. O sexteto caiu de cabeça no retrô e entregaram essa b-side deliciosa que existe para aclamar elas mesmas, dizendo que são intocáveis. Tomara que adotem essa sonoridade para o resto da carreira e não larguem mão mesmo depois que o conceito sair da modinha.

Leia também: Playlist Mensal – Best Of 2020 {Setembro}

46° Fiesta – IZ*ONE

*BOOOOOMM*

Eu sei que eu vivo gongando o grupo e sofro um hate pesado dos wizones, mas cá estou colocando um single delas acima de várias faves de vocês. ‘Fiesta’ não foge da peidorreira que o grupo costuma soltar desde o seu primeiro comeback, mas dessa vez os produtores parecem ter caído na real e usaram as explosões nos momentos certos.

Se os timbres do grupo fossem mais graves ou até mesmo mais fortes como da Eunbi, isso aqui subia fácil umas 20 posições. Mas vocês ainda querem fingir que esse line-up é perfeito… então continuem sonhando.

Leia também: JYP não poderia ter um timming tão bom. E a prova disso é o impacto de ‘Fiesta’.

45° Lovesick Girls – Blackpink

O segundo semestre de 2020 foi tão louco que até o Blackpink parou de emular o Blackpink. Ao invés disso, resolveu aderir à modinha do retrô, só que se inspirando em uma época diferente: 2014. ‘Lovesick Girls’ é basicamente o que os DJs ocidentais faziam naquela época, misturando EDM com uns elementos country. Não é a melhor do ano apostando nessa fórmula, mas ainda assim é bem mais legal que qualquer bomba delas lançada de 2018 pra frente.

Leia também: Após três longos anos, Blackpink finalmente está na minha área outra vez.

44° Feel Good – fromis_9

Eu jurava que o fromis_9 ia morrer depois do tanto de polêmica envolvendo a formação do line-up, mas até que elas surpreenderam e fizeram um comeback mais pro fim do ano. O single não é lá o grupo em sua maior criatividade, mas acerta em cheio mesmo sendo algo genérico. E até que é uma jogada bem inteligente dos produtores, pois “tentar demais” seria perigoso para um retorno pós-polêmicas.

Leia também: fromis_9 faz seu retorno com algo divertido, porém sem personalidade.

43° Nineteen – Natty

Outra que saiu do porão para poder brincar no parquinho foi Natty. A gatinha finalmente conseguiu seu tão sonhado debut, mesmo depois de falhar duas vezes em realitys manipulados. Coitada. O que importa é que ironicamente o single de estreia da gatinha consegue ser melhor que do Twice e do fromis_9. Seria bom se ela conseguisse algum hit, só para não ficar com a sensação de que está morrendo na praia, mesmo depois de ser aclamada e nadar vários quilômetros na indústria.

Leia também: Ex-quase-Twice debuta solo, entrega um dos melhores solos do Loona e deixa JYP choquito.

42° Bring It Back – Twice

Mais uma do recente LP do Twice, sendo essa a minha b-side favorita na tracklist. Teve muita gente que não gostou de ‘Bring It Back’ por ser… ahn… um pancadão do Teddy feito nas medidas do Twice? Acredito que sim.

A faixa tem versos bem bons e com a cara da novas divines, só que no refrão vem um drop safado digno do Blackpink, mas o fato dele ser mais contido e menos barulhento me fez adorar o resultado. Tá que isso jamais substituiria o single, mas para estrelar um quase TOP40 já está mais que suficiente.

Leia também: Playlist Mensal – Best Of 2020 {Outubro}

41° Pantomime – WJSN

Outra b-side, de um álbum que já apareceu nas partes anteriores, é ‘Pantomime’ do WJSN. Mas essa sim merecia roubar a cena e se tornar o grande single do grupo. Ela é safada e fofa, do tipo “meiga e abusada te deixo quente faz o que quiser comigo na imaginação“. Porém, ao mesmo tempo as meninas colocam seus vocais e… ela perde um pouco da força por parecer que está sendo cantada por garotinha de 12 anos. Nas mãos do CLC isso nem precisaria de um clipe pra ser promovida pra próxima parte desse TOP.

Leia também: Comentando o Álbum: Neverland – WJSN [2020]

40° Home – Yezi

No começo do ano Yezi lançou essa faixa super genérica. Eu não liguei muito na época, mas do nada me deu vontade de ouvir novamente os “beibi ai nou ai nou” e dei play na música. Resultado? Me apaixonei, mesmo já tento ouvido antes e achado ok. A força que ela tem ao mesmo tempo que possui uma aura super imersiva, me faz ir longe nas reflexões diárias.

Leia também: Pacotão: Lee Daehwi, 3YE, Elris, Donghae, MCND, Chungha, CRAXY, NCT 127, Yezi e AleXa.

39° Piano – Max Changmin

E o prêmio de melhor música do Changmin vai para ‘Piano’! Só de ouvir a prévia tinha amado e quando ela saiu já se tornou minha favorita no álbum. E ainda conta com uma letra incrivelmente safada. E depois de ver a tradução você vai ficar querendo cair de joelhos e… orar.

Leia também: Comentando o Álbum: Chocolate – Max Changmin [2020]

38° Alien – Lee Suhyun

A garotinha do AKMU finalmente conseguiu lançar sua música solita, mesmo depois de anos sendo enrolada pela YG. E o resultado ficou muito bonitinho.

Quando ouvi da primeira vez achei bem passável, mas aos poucos fui me afeiçoando mais à história e dei uma forçada também porque achava um conceito bom demais para ser desperdiçado. Deu certo. Ouvi horrores. Agora ela veio parar aqui nessa posição.

Leia também: AK esqueceu do MU, e lançou um single solo bem okzão.

37° Play – Chungha

Chungha não teve o ano que ela esperava, com todos os seus projetos de lançar o primeiro LP sendo adiados. Primeiro porque a empresa ficou meio sem grana de continuar lançando coisas. E depois porque quando finalmente tiveram a grana, Chungha foi contaminada pelo COVID-19. Pelo menos agora a gata já está curada e em casa. Além de termos singles excelentes que foram liberados mesmo que com grandes espaços de tempo entre eles.

‘Play’ é aquele trabalho de verão que ela lança todo ano e que sempre é bom, mesmo nunca entrando para a lista de melhores músicas delas. Mas come on, ela tem tanto hino que também é difícil algo genérico bater de frente com eles.

Leia também: Chungha une nações e comunidades em seu novo single ‘Play’.

36° Like I Do – Elris

O comeback do Elris não só rendeu um single acima da média, como também essa delicinha aqui. ‘Like I Do’ é o híbrido de aegyo-espevitado e aegyo-chique que aos poucos vem aparecendo aqui e ali no k-pop. E conta com uma estrutura muito legal de música, que vai numa crescente ótima até chegar no refrão e acontecerem explosões na medida certa. É quase uma versão mais tímida e melhor de ‘Fiesta‘ do IZ*ONE.

Leia também: Vem Comigo: As b-sides injustiçadas de 2020!

35° Dive – iKON

Antes do Blackpink se jogar no EDM-country datado de 2014, iKON já tinha feito a mesma coisa no meio do ano. Só que no caso deles com uma pegada mais triste e menos dor-de-corno. Hoje em dia eu não ouço tanto assim, mas até dois meses atrás ela hitava em minha playlist. E isso se dá muito por conta do refrão ótimo.

Leia também: Pacotão: Dreamcatcher, Cignature, Moonbyul, Punch, Twice, iKON, Loona, 8eight, Sunmi, GFriend e Everglow.

34° Lalalilala – April

Eu adorei que esse ano a DSP finalmente tirou o April do porão. E ainda deu uma música muito boa para elas usarem de single. O conceito visual é muito próximo do que vem sendo usado nesse ano, com cenários futuristas e tecnológicos. Já a música flerta mais com o que o Kara fazia em seu auge. Ou seja, é um farofão dos bons para rebolar a raba com uma expressão facial triste.

Leia também: April está pronto para enfrentar mais dois anos de porão.

33° Enemy – KARD

Outra do KARD que foi longe em minha playlist, foi o dueto das gatas. ‘Enemy’ é o tipo de girlcrush fodão que daria orgulho em ‘Crazy‘, caso tivesse recebido um pouco mais de orçamento e produção num possível clipe. Além disso, temos o melhor do grupo, que são as meninas e toda a força que elas exalam.

Leia também: Playlist Mensal – Best Of 2020 {Fevereiro}

E por enquanto é isso, o que vocês acharam da terceira parte? Alguma queridinha de vocês já foi cortada? Deixem nos comentários que vou adorar ler!

{100°~78°}{77°~55°}{54°~33°}{32°~11°}{10°~01°}

21 comentários em “TOP100: As melhores músicas de 2020 – 54°~33°

  1. 1) Nossa me sinto uma pessoa muito amargurado por não ligar pra Lovesick Girls
    2) aaaaaaaaa Ghosting é muito perfeito
    3) Wonho pegou top um pouco mais alto por causa da safadeza? Nunca saberemos

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s