Vem Comigo: Enquanto umas são enterradas, outras ressurgem como Fénix.

Dia 01 de maio de 2021, a data que ficará para sempre gravada no coração dos winzones como o dia em que suas deusas caíram de seus pedestais e foram enterradas no cemitério da Mnet.

E, parafraseando Gleici do BBB18, que por sua vez parafraseou Bianca Bin, vocês não imaginam o prazer que é estar de volta dessa vez sem hiatus semanais como eu estava fazendo ultimamente para poder comentar isso!

Para quem não sabe, acompanhei a formação desse girlgroup bem de perto. Assisti todos os episódios do Produce 48 simultaneamente aos seus lançamentos e me vi apaixonado por Lee Kaeun e Huh Yunjin, as duas “girafinhas” da Pledis. Tudo isso para ver a emissora brincando com a cara de todo mundo mais uma vez ao exibir um reality show comprado e sem o mínimo de credibilidade.

As empresas que estavam dispostas a pagar mais, viram suas trainees flopadas entrando de penetras no line-up final do IZ*ONE, além de conquistarem uma fanbase majoritariamente burra que defendeu elas como se tudo ali tivesse sido justo. Tudo isso para um ano depois serem tombadas pela JUSTIÇA COREANA, que realizou investigações contra o reality e descobriu/publicou sobre todas as falcatruas da rede Produce.

É até irônico perceber que antes do juiz bater o martelo contra esse crime, meu post linkado acima recebia comentários semanais com winzones putaços defendendo suas faves e me atacando sobre o quanto eu fui estúpido e ridículo ao “atacar” as meninas aparentemente o brasileiro não sabe o que é ironia. Mas logo depois que perceberam a cilada que caíram, o fandom simplesmente desapareceu ninguém segura a mão de ninguém. Seria cômico se não fosse trágico.

Mas agora que a última pá de terra foi jogada nelas pois os contratos tinham validade até 30 de abril de 2021, resolvi fazer esse post para me gabar um pouquinho por saber DESDE O INÍCIO que esse line-up era comprado/uma chacota e também trazer mais informações sobre o futuro das meninas. Afinal de contas, vou continuar acompanhando as jornadas delas, pois eu não tenho ódio a nenhuma delas, somente à pataquada que foi aquele Produce 48. E digo ainda que se o grupo tivesse debutado de uma forma mais “normal” e sem esse background do reality, eu provavelmente me afeiçoaria mais a elas. Mas vamos guardar essa afeição pra quando as gatinhas começarem a lançar coisas boas em seus novos projetos.

Para as novas informações que recebemos são deduções não confirmadas por nenhuma das empresas, quanto ao futuro delas, vou escrever na mesma ordem daquele outro post onde eu fiz especulações sobre o assunto. E dizer o que acertei ou errei. Vamos lá!

Chaewon e Eunbi – Woollim Entertainment

Eu jurava que Chaewon ia entrar para o Rocket Punch, pra ver se dava uma ajudada nas vendas do grupo. Porém pelo que o artigo diz, ambas as meninas irão retornar para a Woollim e promover como solistas.

O que é bem incomum, pelo que o k-pop costuma mostrar. Geralmente as empresas não se dão bem com essa de promover dois artistas da “mesma categoria” como duas solistas ou dois girlgroups. Então olhando para o perfil das meninas, pode ser muito provável que a Eunbi se torne o carro chefe como uma “solista idol” e Chaewon use seus vocais medianos para trabalhar em uma outra vertente da categoria solistas, cantando algumas OSTs e fazer uma carreira baseada em baladas e sucos.

Hyewon – 8D Creative

Hyewon, assim como algumas outras meninas, não foi citada no artigo, então seguimos com as mesmas informações de antes. Ou seja, provavelmente ela deve voltar para a sua empresa, a qual possui várias trainees aguardando pelo debut em um novo girlgroup ao lado da Lembo. Só é uma pena que a Ko Yujin (ex-ruiva do Loona, ex-Produce 48 e ex-8D) que estava treinando para esse futuro grupo, desistiu da vida idol e agora possui uma conta no instagram que costuma interagir com fãs e mostrar sua nova vida de blogueira.

Yujin e Wonyoung – Starship Entertainment

Essas duas aqui, eu comentei sobre estarem com possíveis planos de debutarem em um novo girlgroup da sua empresa, a qual possui somente o WJSN de ato feminino, que debutou em 2016. E pelo que o artigo comentou, elas devem focar em algumas atividades solo extra curriculares e posteriormente entrarem para esse girlgroup.

A informação é um pouco ambígua por dizer que elas “posteriormente serão adicionadas ao line-up“, o que pode abrir uma interpretação de que serão adicionadas em um grupo já existente, como o WJSN. Mas acho que a Starship já deve ter aprendido que a Coreia não curte muito esses line-ups instáveis, visto que as garotas cósmicas só começaram a crescer depois que fixaram um número de membros. Então acho que talvez seja só um problema de tradução mesmo e o que queriam dizer era que ambas estarão no novo gg da empresa.

Yena – Yuehua Entertainment

Particularmente, eu tinha a teoria de que a Yena seria adicionada ao Everglow. E isso se reforçava pois as seis gatinhas, além de serem da mesma empresa dela, ainda lançavam clipes com coordenadas geográficas como se elas estivessem procurando algo ao redor do mundo, viviam fazendo referência ao número 7 e também contavam com algumas coreografias com espaços vazios e formações não muito criativas.

Mas o artigo diz que ela também não será adicionada a um girlgroup já existente, especialmente o Everglow que já possui um comeback sendo preparado para a primeira metade de 2021. Enquanto isso, está previsto para que Yena foque em programas de entretenimento, além de explorar outros talentos. Ou seja, vai fazer a Somi o que é uma pena.

Só que ainda existe a possibilidade da empresa lançar um novo girlgroup daqui uns dois anos. Isso porque ela realizou uma audição global para recrutar novas trainees. A faixa etária exigida pela empresa era bem jovem, inclusive solicitando meninas mais novas que a Yena, então não dá para saber se a ex-IZ*ONE estará nesse line-up, pois ficaria um pouco deslocada em relação à idade.

Chaeyeon – WM Entertainment

Já Chaeyeon é uma ex-integrante com um dos futuros mais “fáceis de prever“. A WM Entertainment possui um girlgroup senior que completou 6 anos de contrato em abril de 2021 e como bem sabemos… a maioria dos grupos não costuma ultrapassar 7 anos de vida. Então a empresa precisará correr para arranjar um novo girlgroup para seu catálogo.

Somado a isso, Chaeyeon possui várias amigas que ainda são trainees da empresa e que provavelmente estão esperando seu retorno para estrearem juntas. Uma vez que a WM está promovendo seus grupos atuais, ONF e Oh My Girl, neste primeiro semestre, acredito que Chaeyeon e amigas devem estrear antes do final do ano.

Minju – Urban Works Media

Assim como já previsto por mim, Minju deve retornar para sua empresa de atuação e focar sua carreira nesta área. Exatamente o que podemos esperar da bonita do grupo. Além da Urban Works não possuir outras trainees, o que indica que não haverá um girlgroup saindo de lá por enquanto.

Yuri – Órfã de empresa

Jo Yuri caiu de paraquedas no IZ*ONE, o que pode ser justificado por ela ser/era uma trainee da própria empresa que iria agenciar o grupo, mas vamos deixar isso de lado.

Acontece que antes ela tinha contrato com a Stone Music Entertainment, a qual foi dissolvida recentemente. Não sei como continua a situação contratual dela e o artigo também não cita seu nome, mas ao que tudo indica ela deve ser gerenciada por alguma outra gravadora, que assim como a Stone, seja pertencente à CJ E&M. Logo logo deve debutar em algum girlgroup porém não há nenhum rumor de que isso vá acontecer e participar simultaneamente de alguns projetos envolvendo feats e/ou OSTs.

Nako, Sakura e Hitomi – AKB48 e HKT48

E por fim, as japonesas do grupo possuem futuros distintos. O artigo aponta que Nako deve retornar a suas atividades no Japão como integrante do HKT48, visto que não há nenhuma outra previsão para a cantora. Enquanto Sakura deve estrear em um novo girlgroup coreano criado pela Source Music (empresa do GFriend), sendo este gerenciado pela Hybe Corporation. Já Hitomi, também não possui planos que tenham sido divulgados, porém recentemente ela tirou carteira de motorista na Coreia do Sul, o que pode indicar que ela tenha planos de ficar no país ou só queria gastar seus milhões de wons e dar umas voltinhas nas ruas de Seoul mesmo.

No geral, estou um pouco chocado com os poucos girlgroups que devem se derivar do IZ*ONE para os próximos meses. No total são praticamente 8 empresas diferentes envolvidas, somada à Nako e Hitomi que não possuem contratos na Coreia e mesmo assim, há previsão de somente 3 girlgroups com debuts planejados (vindos da 8D, WM e Hybe) e mais outros 2 em um futuro distante (Starship e Yuehua). Não sei se as empresas desanimaram de criar algo em cima dessas meninas depois de serem desmascaradas pelas falcatruas, ou se realmente estão tentando planejar melhor as coisas, ao invés de só saírem surfando no buzz das meninas igual aconteceu com o IOI anos atrás.

Vamos ter que aguardar para ver o que o futuro aguarda para esse povo em relação a novos projetos e possíveis sonoridades de seus grupos. Tomara que ninguém tente recriar as faixas do IZ*ONE. Essas meninas merecem cantar boas músicas, pelo menos uma vez na vida.

Gosta do conteúdo do site? Ajude esse blogueiro a pagar a marmita doando qualquer valor no PIX, com a chave: gostomeu18@gmail.com. Se quiser, também pode encomendar posts e patrociná-los! Apenas lembre-se que alguns conteúdos são mais complexos e difíceis de serem escritos que outros, então faça uma doação consciente ♥

4 comentários em “Vem Comigo: Enquanto umas são enterradas, outras ressurgem como Fénix.

  1. Eu sempre acompanhei os produces, mas esse, me deu tanto ódio. Eu odeio essa line up (menos a Sakura e a Chaeyeon), acho a Yuri e as lá da starship insuportáveis, então sempre me fez retorcer o nariz pra maioria das coisas que o grupo soltava. Provavelmente irei só acompanhar a Chaeyeon e a Yena, dependendo do que sair daí ne…

    Curtido por 1 pessoa

  2. hahaha eu estava esperando por este post sarcástico, realmente estranho a quantidade de grupos. Eles não vão nem aproveitar o boots das meninas.
    Pena da Yena que deve ficar na geladeira, deveria por ela no Everglow para vê se ritava na coreia, agra é espera as bombas que sairão dali.

    Curtido por 2 pessoas

  3. As empresas não estão tão confiantes em apostar em grupos porque já perceberam que pegar uma famosinha de um grupo da Mnet e enfiar num line-up com um monte de avulsas só vai conduzir ao flop. O weki meki é um excelente exemplo desse tipo de desastre.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s