Taeyeon retrata a realidade do BBB22 para conseguir promover seu novo single.

Não é segredo para ninguém que a Taeyeon é uma das maiores solistas no k-pop (talvez só não é a maior pois a IU consegue ser ainda mais famosa). E o impacto da gata é tão forte que o próprio Girls Generation foi substituído por seus lançamentos solos.

Nisso, a gente até poderia esperar uma artista trabalhando no automático e lançando qualquer coisa para fazer dinheiro. Mas NÃO! Ela não se contenta com lançamentos meia boca e sempre inova e muda seus conceitos. Pode não parecer consistente nesse mundo onde os xóvens acham legal você seguir uma identidade/sonoridade até o fim do mundo. Mas essa versatilidade me agrada muito!

E em ‘Can’t Control Myself’ a bichinha traz algo sóbrio e melancólico, que contrasta muito com a deliciosa ‘Weenkend‘ do ano passado. O single da vez também é ela usando seu vocal para elevar um instrumental meio linear a um nível muito mais alto. Não achei “o grande momento da carreira“, só que ainda assim é super legal. Tem potencial de crescer muito na minha playlist, assim como a música borbulhante supracitada.

E no clipe ela entregou tudo o que podia, claramente retratando como a vida dos artistas é levada apenas como um grande espetáculo e foda-se se no fim do dia você vai ser traída, humilhada ou envergonhada… as pessoas estão lá mesmo é pelo entretenimento que tudo vai gerar. BBB feelings?

Gosta do conteúdo do site? Ajude esse blogayro a pagar a marmita doando qualquer valor no PIX, com a chave: gostomeu18@gmail.com. Se quiser, também pode encomendar posts e patrociná-los! Apenas lembre-se que alguns conteúdos são mais complexos e difíceis de serem escritos que outros, então faça uma doação consciente ♥

Um comentário em “Taeyeon retrata a realidade do BBB22 para conseguir promover seu novo single.

  1. Eu sou lerda demais, o final, eu tava tão envolvida na música quando eu vi pela primeira vez que eu interpretei de um modo EXTREMAMENTE superficial, acho que eu só vi o MV umas duas vezes antes de vir aqui e depois fiquei repetindo a música na minha playlist
    Mas o final eu tinha interpretado algo como, apesar de ter se machucado com toda a exposição e um relacionamento abusivo ela superou e ficou bem no final
    FICOU BEM COISA NENHUMA, só agora que vim reparar que os espinhos das rosas que o público joga enquanto desfruta e aplaude a desgraça dela é que estão ferindo ela, e mesmo após o próprio público ferir ela, ela ainda sorri pra ele, pra no fim lavar as feridas sozinha e longe dos holofotes é literalmente o único momento onde ela tá sozinha de verdade, é quando ela limpa as próprias feridas…acho que se eu ver mais umas dez vezes eu ainda vou achar mais e mais significados

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s