Passarinho… que som é esse? É O COMEBACK DO RED VELVET, PORRA!

Eu estou perplexo. Nunca imaginei que em um determinado momento, a SM teria um rookie de sucesso (Aespa) e ainda assim se esforçaria minimamente para manter o Red Velvet vivo. Não podemos esquecer que essa é a mesma empresa que cagou para o SNSD (a.k.a maior grupo de k-pop que já pisou nessa Terra) e que também vive usando a memória deste para fazer os sones comprarem os álbuns solos da Taeyeon.

E se fizeram isso com um GIGANTE, o que era o Red Velvet até ano passado? Apenas um girgroup de muita qualidade, porém com vendas físicas baixas e pouca devoção do fandom. Mas aí, após um longo hiatus parece que os reveluvs botaram um cropped e passaram a dar seus rins nos álbuns que o Red Velvet lançou.

Queendom foi um grande sucesso, dobrando facilmente as vendas do antigo álbum mais comerciado delas. E agora o The ReVe Festival 2022 veio para arrancar a peruca de todos com mais de 510 mil cópias uma delas é minha vendidas na pré-venda e ultrapassando as 230 mil no primeiro dia de lançamento. Além disso o single está indo muito bem nos charts, conseguindo alguns dos maiores números deste ano (batendo até mesmo IU e Taeyeon).

E com tudo isso acontecendo e com euzinho me tornando um dos blogueiros mais bem servidos do k-pop… pensa na minha alegria por elas não terem morrido lá em ‘Psycho‘, como eu achei que seria desde o início, vamos logo ao que interessa para vocês: meus comentários sobre o comeback.

A primeira vez que eu ouvi ‘Feel My Rhythm’ tive sentimentos totalmente mistos. Amei demais 80% da música, como intro, pré-refrão, refrão, pós-refrão e bridge. Mas aí os versos me causavam um estranhamento muito grande por conta dos barulhinhos “secos” do ReVe se misturando com a orquestra super orgânica e fluida.

Daí a partir da segunda ouvida eu já estava de quatro pela Irene e estava implorando por um socão no queixo. Não acho que os versos são super fortes. Mas as outras partes são tão boas e me pegaram de um jeito tão louco que fica difícil não deitar pro single.

Quanto ao clipe, achei bem absurdo de bonito. Sou muito fora do mundo das obras de arte só conheço as mais famosas, mas ainda assim consegui aproveitar cada segundo e viajar junto com elas nessa loucura colorida e conceitual. Esse aqui entra para hall dos clipes com mais cara de Red Velvet da carreira toda, ao lado de ‘Dumb Dumb‘, ‘Rookie‘ e tantos outros.

Ouvi o EP também e é muito bom mesmo. Tem uma sonoridade muito coesa, sem cair na mesmice. Onde cada música apela para uma sonoridade específica e todas elas se encontram no mesmo lugar. ‘Bamboleo‘ é de longe minha favorita, mesmo que nenhuma faixa seja ruim. Hoje o Red Velvet janta sozinho, de novo.

Gosta do conteúdo do site? Ajude esse blogayro a pagar a marmita doando qualquer valor no PIX, com a chave: gostomeu18@gmail.com. Se quiser, também pode encomendar posts e patrociná-los! Apenas lembre-se que alguns conteúdos são mais complexos e difíceis de serem escritos que outros, então faça uma doação consciente ♥

17 comentários em “Passarinho… que som é esse? É O COMEBACK DO RED VELVET, PORRA!

  1. Eu senti que as bsides estavam numa crescente, cada uma tem uma identidade, mas se encaixam tão coesa que é simplesmente linda (foi difícil escolher mas a minha favorita é in my dreams)
    Te aconselho a dar uma olhada no “The Garden of Earthly Delights” vai ver muitos pontos do cenários no trio de quadros que vai literalmente do céu ao inferno…se esse foi o prólogo e mostrou de tudo um pouco eu quero ver a utopia, a distorção, e o apocalipse (tenho o direito de sonhar, afinal elas não paravam de falar sobre como teria muita coisa esse ano)
    A música teve algo de conflito pra mim, algo que caminhava entre o novo e o nostálgico…enfim,me convenceram, vou acreditar em contos de fadas por elas esse mês

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mesmo com o Red Velvet sendo o meu segundo grupo favorito atualmente (perdendo apenas para o rookie de sucesso aespa), achei essa música bem chatinha e imemorável. No fim, eu acabo até preferindo Queendom, que embora eu ache fraca, é mais fácil de digerir. Já o álbum eu achei bem fechadinho e minha preferida acabou sendo In My Dreams, mas eu senti falta de uma b-side realmente marcante.

    Pelo menos as próprias meninas disseram que elas vão fazer outro comeback ainda esse ano, e com sorte a gente recebe uma trilogia igual em 2019 (ou pelo menos uma title melhorzinha).

    Curtido por 1 pessoa

  3. Nossa cara, achei a música até agradável, gostei mais de Beg for me/you n lembro o nome. Mas o que me fode mesmo é que não consigo curtir totalmente numa boa as músicas de Red Velvet pq eu tenho um ranço absurdo na Wendy, q apesar da voz dela ser maravilhosa, eu já torço o nariz qnd é ela quem tá cantando.
    Não sei como deve ser pra vc, mas na época que o fulaninho lá ainda estava no Stray Kids, eu já não gostava dele, e é muito ruim vc querer acompanhar seu grupo favorito sem simpatizar com um dos membros.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Nossa eu entendo totalmente… Sinto que aproveitaria muito mais o grupo se não fosse a Wendy e suas questões problemáticas… Infelizmente ela é a main vocal e ainda come a maior parte da música :/

      Curtir

  4. Gostei muito! Minha única crítica é que acho que o efeito no começo do MV simulando uma pintura deveria ter continuado no MV inteiro, pra remeter à ideia delas estarem dentro de obras de arte vivas.

    Em outro assunto, lembra que ontem eu coloquei os vídeos das competidoras do Queendom reagindo umas às performances das outras (mas que NÃO mostravam pra gente as performances)? Bom, a Mnet começou a subir os vídeos das performances (e também confirmou que haverá uma performance especial do Queendom 2 no KCON 2022).

    VIVIZ:

    Curtido por 1 pessoa

  5. “Daí a partir da segunda ouvida eu já estava de quatro pela Irene e estava implorando por um socão no queixo.”

    E provavelmente ela te daria mesmo, pois o retrospecto dela indica isso kk

    Curtido por 2 pessoas

  6. EU AMEEEEI. KWEENS e Wendy QUE ARRASARAM TUDO!! Eu já tava com as expectativas lá no alto com os teasers e minha felicidade genuína de TUDO na música gritar red velvet e não tentar “nctizar” o grupo igual meus favs foram obrigados naquele assombroso álbum de Obsession. A Joy tá no auge da beleza dela e eu ainda me choco do quão cadelinha eu sou da Seulgi. De verdade, a mulher é gostosona em níveis estratosféricos.
    Feel my rhythm é o que eu esperava do Red velvet depois de Psycho. Queendom acabou envelhecendo bem comigo, mas não foi a melhor escolha de title pra um comeback tão esperado. E sim, eu também me surpreendo da SM ainda estar deixando o RV viver, visto que mataram o maior gg do kpop, as únicas favs possíveis dos coreanos e, em um panorama geral, o red velvet é sim famoso, mas o snsd é um patamar que só onces tentam equiparar e eu ainda acho que o Twice perde…
    Enfim. PERFEITAS, apesar de eu olhar a cara da Wendy e me dar uma sensação ruim. É horrível uma pessoa tão talentosa ser tão… nhe. E eu também estranho a Irene às vezes. Sei lá. Jamais vai ser igual a Wendy, mas eu nunca mais consegui ver ela da mesma forma. Mesmo assim, entregaram talento e coesão, além de visuais. Queria muito que o æspa viesse com algo assim, mas a SM está convicta em meter kwangya e nct em tudo

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s