Vem Comigo: A perfeição intocável do k-pop e o preço que os idols pagam.

O k-pop vem se tornando um gigante no mundo pop global. Se antes, gostar dos cantores “dos olhinhos puxados” poderia ser até motivo de piadas, hoje em dia a coisa está bem mais comum e acessível. Inclusive, piadinhas xenofóbicas como a que acabei de citar, se tornaram extremamente proibidas e quem as fizer, pode correr risco de linchamento em praça pública. O que é ótimo, pois as pessoas “gente-como-a-gente” que possuem tais traços, agora possuem uma legião de defensores, mesmo que indiretamente.

O grande problema de tal expansão do estilo é o fato de que, toda a indústria é mostrada de uma maneira perfeita e mágica, como se tudo e todos fossem arco-íris. E isso jamais foi a realidade, seja lá em qual for a empresa.

A cada década, milhares de pessoas, as quais em sua maioria são adolescentes e/ou jovens coreanxs, são arrastadas para dentro de uma indústria desumana, liderada por velhos porcos e magnatas. As vítimas, também conhecidos pelos nomes de trainees ou idols, passam por um processo de destruição de suas personalidades e aperfeiçoamento desumano de habilidades de canto e dança.

Tudo isto para serem vendidos da melhor maneira possível para nós, consumidores de k-pop. E já confesso que eu sou hipócrita sim, muitas vezes fechando os olhos para todo esse show de horrores dos bastidores, em busca de encontrar uma válvula de escape para a minha vidinha medíocre de universitário (em forma de músicas e vídeo-clipes magníficos).

Porém, uma parte significativa do meu coração tem um sonho secreto. Este que se trata do dia em que idols consigam um controle sobre suas vidas. Além de conseguirem se mostrar de verdade, sem fanbases surtando por nada. E mesmo que aconteçam alguns surtos, aos poucos essas pessoas ficam calejadas e param de encher o saco desses famosos. Como aconteceu com as beliebers que aquietaram um pouco o facho, depois das seguidas pisadas na bola que Justin Bieber deu.

Até parece engraçado e que eu estou exagerando, porém coisas muito tensas acontecem todos os dias, onde os culpados não são só os grandes magnatas e CEO’s, mas sim pelas fanbases de internet. E eu tenho dois grandes exemplos, que aconteceram com a mesma pessoa.

Kang Daniel, em um dia onde ainda era integrante do Wanna One, não viu que tinha uma live rodando e fez uma piada com seus amigos sobre já ter cagado naquela manhã. Além de falar sobre seu excelente sistema digestivo. E com isso, recebeu inúmeros ataques de ódio, pois na cabecinha das fãs dele, idols não usam o banheiro.

Um ano mais tarde, quando já tinha saído do Wanna One e era um solista de sucesso moderado, com quase três anos de carreira nas costas, o garoto informou à mídia que estava namorando a Jihyo do Twice. E novamente foi atacado com unhas e dentes, por pessoas megalomaníacas que acreditam que seus idols são deuses intocados e sagrados. E dentre as justificativas dos ataques estavam as de “ele é muito novo nesse mundo idol, tem que trabalhar mais para merecer relaxar e namorar“.

No final das contas, tudo se conecta pois este é o modo como ele foi vendido. E também o modo como todos os artistas de k-pop antes dele, também foram vendidos. Infelizmente, uma maneira tóxica e completamente problemática, que gera problemas irreparáveis na vida pessoal de qualquer um.

O próprio Kang Daniel já revelou que sofre de ansiedade e depressão, por conta dos ataques recebidos. E estou citando ele, mas isso não é algo exclusivo ou pontual. É apenas o caso que eu acompanhei mais de perto, por ser bem recente.

No Twice também temos casos, três para ser mais exato. Mina se afastou de várias atividades do grupo, por sofrer de ansiedade. E não o bastante, neste momento teve que lidar com um stalker maníaco que foi até o Japão e encontrou a casa dela. Nayeon também foi vitima do mesmo cara, mas esta não revelou nenhum tipo de desordem em sua saúde mental. E recentemente foi reportado pela JYP que Jeongyeon não participará das promoções do próximo comeback, pois também foi diagnostica com ansiedade e depressão.

No Loona temos Haseul que está afastada desde a era ‘So What‘, pelos mesmos motivos. E no caso dela, sabe-se lá o que aconteceu pois foi “do nada”. E a falta de informação sobre os motivos que a empresa afastou ela só me deixa mais preocupado, pois não nos garante que tenha sido só de problemas normais da vida.

Com o Chen do EXO, acho que nem precisaria dar muitos detalhes, né? Pessoas loucas fizeram acampamento na frente da SM só porque ele engravidou a namorada. E dentre os pedidos estava o de expulsão dele do grupo, porque ia ser pai.

Outros grandes casos de idols que sofreram muito na mão da internet, foram de Yeri e Umji. Ambas foram alvos de inúmeros ataques por conta de suas aparências ou desempenhos no palco. Yeri conseguiu disfarçar muito bem os ataques e podemos ver que sorri em todos os stages da época mesmo que atualmente ela se encontre visivelmente desgastada de toda essa indústria. Já Umji sofreu bastante e performava somente de cabeça baixa, de forma que seu cabelo escondesse seu rosto. Tudo isso, acontecendo em uma época em que ambas não tinham nem 18 anos de idade.

No Miss Baek, novo reality show da TV coreana, várias idols da velha guarda também estão falando sobre suas experiências traumáticas. O Dougie está fazendo reviews do programa, então se quiserem ler é só clicar aqui.

Coisas mais horríveis ainda, também aconteceram com grandes nomes como Jonghyun, Sulli e Hara. E especialmente estes três, não foram capazes de suportar tudo o que passavam. Por fim, decidiram tirar a própria vida. Não tem como ninguém saber o que passou na cabeça deles. E muito menos saber o que sentiam ou por quanto tempo sofreram até tomarem uma decisão tão irreversível como essa.

E por quê decidi fazer este post agora? Pois quero pedir desculpa às fanbases desavisadas que chegam aqui do nada e leem um post no meu blog e já acham que sabem tudo o que faço aqui. Eu sei que, propositalmente pego no pé de alguns acts e acabo metendo o pé na cara de umas músicas que não gosto.

Mas saibam que só faço isso, pois com exceção da Leia, nenhum outro idol vai saber ler o que tá escrito aqui. Além de meus comentários nem serem tão “surtados” como alguns de vocês pregam. O que escrevo, passa longe daquela idiotice feita por pessoas anencéfalas que exemplifiquei lá em cima.

E especialmente para os posts do Black Swan, não irei jamais pegar pesado, nem se colocarem coisas polêmicas em seus clipes/músicas. Pois sabe-se lá o dia em que o algorítimo do Google vai fazer um dos meus posts aparecer no celular da já citada Leia. Sempre bom prevenir.

Para concluir o post, eu nem sei o que escrever. Só estava com esse monte de coisa na minha cabeça e precisava colocar pra fora. Espero que alcance um número considerável de pessoas, principalmente aqueles que vão escrever xingamentos em inglês no twitter pros idols conseguirem ler, além de apoiarem as mais diversas tags idiotas. E também adoraria que estes leiam o post e tomem consciência do impacto que ataques por coisas bestas podem gerar.

Se quiserem falar mal de músicas, que façam em português para não correrem risco de magoar ninguém e não coloquem tags que propagam o ódio, para não dar palco pra hater. Beijinhos!

3 comentários em “Vem Comigo: A perfeição intocável do k-pop e o preço que os idols pagam.

  1. Reflexão excelente E NECESSÁRIA!

    Só tem um caso que não sei se se encaixa:

    “No Loona temos Haseul que está afastada desde a era ‘So What‘, pelos mesmos motivos. E no caso dela, sabe-se lá o que aconteceu pois foi “do nada”. E a falta de informação sobre os motivos que a empresa afastou ela só me deixa mais preocupado, pois não nos garante que tenha sido só de problemas normais da vida.”

    A BBC já comunicou sim a questão da HaSeul: ela teve transtorno de ansiedade, ele estava muito forte, e a agência e os pais dela decidiram em conjunto dar um tempo pra ela cuidar da saúde. Quando o comeback deste mês foi anunciado, um dos primeiros pontos que eles esclareceram foi que ela não ia participar dele por decisão dela mesma, que considerou que ainda não está 100% recuperada, mas a HyunJin falou na live de hoje que a HaSeul foi visitar as colegas de grupo recentemente e que o LOONA continua com 12 integrantes (inclusive o MV de Why Not? mostra 12 luas perto do final).

    Tenho várias críticas em relação a outras decisões da BBC (como o caso do processo que ela tomou e perdeu, merecidamente), mas no que diz respeito à HaSeul, supondo que a agência tenha falado a verdade, eles agiram exatamente como outras empresas (dentro e fora do k-pop) deveriam agir, dando apoio ao funcionário.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu acho que na verdade eu que expressei mal. O que queria dizer é que no caso da Haseul não vemos nenhum tipo de “gatilho” pra que ela possa ter desenvolvido a ansiedade.

      Meu medo é que ela esteja assim hoje em dia por conta de coisas que aconteceram nos bastidores e que nós nunca ficamos sabendo…

      Curtir

      1. Do jeito que o jaden jeong tem má fama ,tudo faz sentido deste de fazer as meninas passarem fome a abuso psicológico nelas ele fazia ,isso deve ter dado muitas seqüelas nas meninas ,e na própria haseul para ter chegado algo nesse nível

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s