Vem Comigo: Meus pêsames aos Apinkus…

Daí que eu fui todo feliz postando meu TOP50 do segundo semestre de 2018, achando que estava sendo super justo com as músicas que eu ouvi e me apaixonei nos últimos seis meses e… fiz uma bagunça total em minha cabeça. Na falsa certeza de que ‘I’m So Sick’ tinha sido lançada em junho (sendo que eu só fui ouvir em agosto), eu a ignorei totalmente no ranking. Porém, ela foi lançada oficialmente no dia 02 de julho (segundo semestre). E como eu também a ouvi tardiamente, nunca fiz um post exaltando a maravilha que a maturidade pode fazer na vida de um girlgroup (e de qualquer pessoa, na real).

Para quem não sabe ou apagou da memória (não te julgo, pois o grupo era sim esquecível), Apink era um daqueles grupos old que debutaram no aegyo e que lá fincaram toda a sua carreira por medo de perder a fidelidade dos quarentões coreanos pedófilos que compravam seus álbuns.

Em 2018 o grupo completou 7 anos e para tentar não cair na maldição que esse número carrega, elas decidiram ir além do que já haviam tentado em seus longos anos de estrada. O resultado foi sua melhor música até então (não que isso seja difícil).

I’m so sick of lying / You gotta know that

Antes disso aqui ser lançado, as meninas e a empresa fizeram questão de espalhar por todo lugar que era o início de uma nova era, que o grupo ia recomeçar com um conceito nunca utilizado por elas e blá blá blá. É óbvio que gerou um pequeno rebuliço na fanbase e nas marias girlcrush, todos se uniram de mãos dadas na espera do retorno de Messias. E… uou, o resultado foi quase isso!

‘I’m So Sick’ vai tão na contramão de tudo aquilo lançado pelo grupo que realmente impressiona por ser tão bem executada. A música é uma delícia e as vozes das meninas ficam tão boas com esse jeito mais sexy e adulto de cantar que elas podem facilmente aposentar os vestidinhos brancos que parecem puros, mas que não deixam de mostrar a poupinha da bunda. O MV é lindo, porém normal, o grande destaque nele é o quanto a empresa se esforçou para fazer algo bonito e memorável, parabéns aos envolvidos.

Do you love me?

Depois de rasgar uma seda de dois metros para o grupo, venho tranquilizar o coração dos dois leitores que ficaram ofendidos por ela não ter dado as caras entre minhas 50 favoritas e digo ainda que, caso eu não tivesse sabotado elas sem querer, Apink teria ficado 16° lugar e desclassificaria EXO no corte final. Não vou editar meus posts porque eles estão bonitinhos demais para serem arruinados e mesmo se eu o fizesse, a maioria de vocês não iria testemunhar eu torcendo o braço para o Apink. Beijos de luz e vamos aguardar ansiosamente pelo comeback que sai amanhã e que promete continuar com o sexy-concept.

So baby bye bye bye

Um comentário em “Vem Comigo: Meus pêsames aos Apinkus…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s