TOP100: As melhores músicas de 2020 – 32°~11°

E vamos nos encaminhando para o quase final desta extensa lista que conta com as 100 melhores músicas do k-pop, segundo este blog. Nesta parte, teremos as músicas entre as posições 32° e 11°, as quais se tornaram minhas favoritas em algum momento do ano. Porém por conta da grande concorrência elas acabaram caindo algumas posições e vieram parar aqui.

Mas não pensem que elas são menos legais só por estarem em posições mais baixas. Acontece que o TOP10 desse ano está muito forte, com verdadeiros hinos pras gays. Mas vamos deixar esse suspense no ar e amanhã vocês podem conferir quais são as minhas favoritas dentre as favoritas. Por enquanto, fiquem com as canções a seguir que também são ótimas.

32° Pporappippam – Sunmi

Vez ou outra a Sunmi lembra que é cantora e resolve soltar uns singles pra agradar os fãs. É uma pena que ela não tem retornos mais frequentes ou então lançamentos de EPs e LPs, então a gente meio que tem que se contentar com migalhas igual os blinks. Mas pelo menos a gata não decepciona e sempre solta algo verdadeiramente legal que consegue durar muito tempo na playlist.

Como é o caso do hino dos bissexuais, ‘pporappippam’. A música é uma delícia de retrô que conta com uma flautinha para tirar ela do lugar comum, ao mesmo tempo em que conta com os vocais super bem colocados da cantora. É uma delícia de música e faz todo mundo querer participar da suruba purple night promovida por Sunmi e seus dançarinos gostosos.

Leia também: Sunmi não quer esperar a reunião do Wonder Girls e está queimando mais demos do grupo.

31° Hmph! – WJSN-Chocome

Starship decidiu aproveitar a onda nostalgica que a Coreia do Sul está passando, para reviver uma unit de bastante sucesso anos atrás. Estou falando de Orange Caramel e toda sua discografia espevitada que usava o aegyo para debochar da indústria e dos acts que insistiam em se vestir de crianças.

O resultado dessa tentativa da empresa, resultou no WJSN-Chocome que não é lá a altura do Orange Caramel, mas trouxe uma música muito boa pras minhas playlists. No começo eu fiquei meio com um pé atrás pelas meninas não serem tão carismáticas, mas sem o acompanhamento visual a faixa grudou na minha cabeça.

Leia também: Esqueceram de avisar pras meninas do WJSN-Chocome qual grupo elas estavam emulando.

30° Ego – J-Hope

Mais uma vez J-Hope lançou um ótimo solo que dá um pau nos singles do seu grupo deste ano. ‘Ego’ conta com toda a imagem divertida e bem-humorada que é marca registrada do garoto. E acho que o ápice dela é o drop barulhento do refrão sim eu meto pau em drop, mas aqui estou eu passando pano pra um integrante do BTS.

Leia também: Fevereiro promete ser tão bom que até o BTS lançou coisa boa.

29° Cool – BVNDIT

Como eu já disse anteriormente, o BVNDIT tem uma imagem genérica e lugar comum, mesmo contando com um line-up muito bem feito e carismático. E seria muito legal se a MNH fizesse algo diferente com elas, como nesse single especial lançado no começo do ano.

É claro que não é a música do ano, mas essa pegada hipster misturada com farofa deu muito certo com as meninas. E seria ótimo se os produtores dessem umas coisas parecidas com o lado espevitado do EXID. Elas já até tem uma menina com a cara da LE e outra com a cara da Hyerin.

Leia também: Teria BVNDIT mostrado um potencial “secreto” em seu novo single?

28° Dun Dun – Everglow

No começo do ano o Everglow ainda fazia questão de ser o Blackpink versão OT6, lembram? Nessa época, porém, o grupo lançou um grande bop girlcrush que está até hoje em minhas playlists.

‘Dun Dun’ é uma música cheia de confiança e conta com uma letra forte, que basicamente é a comemoração do grupo à algum assassinato ou disband. E isso se estende até no clipe, com as gatinhas e suas dançarinas equipadas com roupas e bandeiras pretas. Seria muito mais interessante se tivesse sido lançada depois do IZ*ONE acabar, mas já que quiseram soltar um ano antes… quem sou eu pra julgar.

Leia também: Mesmo jogando no safe, Everglow conseguiu seu primeiro acerto.

27° Hands Up – Cherry Bullet

Depois de perder três integrantes, Cherry Bullet teve um minuto de glória com o lançamento da ótima ‘Hands Up’. Essa que segue à risca a estrutura dos singles do AOA, contando com rap da Jimin, o refrão da ChoA e as killing-parts da Seolhyun. Queria eu que elas tivessem continuado com essa mesma pegada, ao invés de voltarem pro aegyo sem graça.

Leia também: O raio AOAzador acertou Cherry Bullet em cheio.

26° Red Moon – KARD

Eis que o quarteto mais gostoso do k-pop usou 2020 para lançar o single da carreira. Os quatro juntos tem uma energia muito gostosa de assistir e sempre que executavam demos genéricas o resultava ficava acima da média. Agora com uma música boa de verdade é um puro colírio para os olhos e remédio para os ouvidos. Eu cheguei até a cogitar a hipótese de colocá-la entre as 10 melhores, mas na hora de colocar tudo “na ponta do lápis” não deu.

Leia também: Pacotão: Rocket Punch, KARD e Moonbyul.

25° Scream – Dreamcatcher

Outro grupo que também resolveu virar a esquina e lançar seu melhor single, foi o Dreamcatcher. E as gatas souberam muito bem em como atualizar a sonoridade, ao mesmo tempo em que flertaram com faixas mais antigas com essa estrutura mais farofenta para fritar os miolos. Em relação aos visuais, tudo também recebeu um refinamento maravilhoso. Talvez tal esforço foi para marcar o lançamento do primeiro LP.

Leia também: Dreamcatcher faz as mamas do k-pop gritarem com seu novo single.

24° Pretty Please – Jackson Wang & Galantis

E a melhor das tentativas do Jackson Wang em fazer um single realmente bom foi ‘Pretty Please’. Por mais que a canção seja feita aos moldes do Tik Tok (já contando com coreografia e tudo), o resultado é muito acima da média. O conceito também casou muito com a imagem dele, visto que é basicamente um romance pastelão. E ele é esse “galã atrapalhado” na vida real.

E no geral, o Jackson é um ótimo artista. Comanda sua própria empresa/time, cria os conceitos, dirige os clipes que são super criativos e elaborados é quase uma Anitta. Só precisa mesmo de mais músicas boas como essa.

Leia também: Jackson Wang cansou de ser mais um rapper péssimo e decidiu virar um cantor decente.

23° Helicopter – CLC

CLC prometeu um LP, mas o que entregou foi um single mesmo… e apesar dos pesares, foi um ótimo comeback. ‘Helicopter’ mesmo sendo um girlcrush qualquer, ganha pontos por não tentar demais e também por ser executado pelo septeto. Conta com um clipe igualmente comum. Mas mesmo jogando no safe é melhor que muita coisa desse ano.

Leia também: CLC faz comeback, mas ninguém sabe direito se é hora de comemorar ou de dar tchau…

22° Paradise – Siyeon

Uma das coisas mais aleatórias que aconteceu com o Dreamcatcher foi esse debut solo da Siyeon. A empresa fez um marketing pesado (mesmo gastando bem pouca grana), mas como não teve grandes resultados nos charts… eles simplesmente enfiaram a música no LP do grupo e fingiram que nada aconteceu.

O que é uma pena já que é uma power-ballad muito boa e merecia mais reconhecimento. Assim como a gata, pois ela é muito talentosa e a empresa deveria no mínimo ter dado mais uma chance para a carreira solo.

Leia também: Pacotão: Dreamcatcher, Cignature, Moonbyul, Punch, Twice, iKON, Loona, 8eight, Sunmi, GFriend e Everglow.

21° Future – Red Velvet

2020 foi um ano complicado para nós reveluvs. Depois de passar muitos meses desesperados sem saber se o comeback viria depois da melhora da Wendy, a Irene recebeu um exposed bem na cara. E isso complicou muito mais as coisas, pois sabemos que a SM não se esforça por girlgroups, ainda mais os que dão “trabalho” Red Velvet nunca tinha tido um escândalo, então até justifica a empresa nem querer debutar o Aespa antes e focar as energias só na boleiras.

Mas antes das coisas ficarem ainda mais incertas pro lado do grupo, o quinteto se uniu para lançar ‘Future’, uma OST para um dorama hitado. E a faixa é MUITO boa! Tem a cara do grupo, é cheia de harmonias e bebe da fonte daquele retrôzinho que eu amo. Além de me fazer chorar horrores, pois a letra GRITA disband, com as meninas dizendo “você sempre será meu raio de sol” e coisas do tipo. Alguém segura minha mão, porque tô sensível.

Leia também: Lembram que o Red Velvet teve um último lançamento antes do bolopocalípse?

20° Bazooka! – GWSN

GWSN nasceu com a proposta de revisitar a discografia do f(x), dando uma leve atualizada na sonoridade. Mas aí os produtores viram que só tinham criatividade de fazer isso com ‘4 Walls‘ e os singles do grupo se afogaram na mesmice.

Felizmente, alguém resolveu mudar o piloto desse avião que nunca decolou e desistir da ideia que era ótima, mas que na prática não funcionou muito. E o resultado foi o aegyo genérico de ‘Bazooka!’. E por mais que isso não tenha muita originalidade, a canção é excelente e consegue animar qualquer um. Especialmente pelo refrão grudento e pelo último verso da música, que ajuda ela a terminar “por cima”.

Leia também: GWSN muda a fórmula e lança a melhor faixa dentre os nogus de 2020.

19° Stay Tonight – Chungha

Mais um dos pré-singles da Chungha a dar as caras por aqui. ‘Stay Tonight’ foi a contribuição da gata para futuros duelos de dança em boates gays, quando a pandemia passar se bem que na Coreia as gays ainda estão vivendo a vida normalmente. A faixa é gostosa do início ao fim com o vocal dela deixando tudo ainda melhor, sem contar no clipe perfeito e lacrador que só poderia ser entregue por alguém como a Chungha.

Confesso que eu só amava o break, mas o resto da faixa passava batido por mim. Porém, aos poucos fui me afeiçoando bastante ao bop como um todo.

Leia também: Chungha entrega o bop que Tiffany Young deixou passar.

18° Can’t You See Me? – TXT

Olha o TXT de novo por aqui! Prometo que é a última deles. Mas o que posso fazer, se o quinteto está construindo uma discografia muito boa? Eles merecem os biscoitos.

‘Can’t You See Me?’ foi o primeiro single deles de 2020 e eu simplesmente amei tudo que envolve ele. A música tem uma estrutura meio BTS, mas consegue ser muito boa e até mesmo inventiva pela guitarrinha, os assovios e a aura teen-que-acabou-de-perder-a-virgindade. E o clipe não poderia ser melhor, colaborando para esta última característica da música. Além de contar com uma coreografia super ótima.

Leia também: Se dois iguais não fazem filhos, como que Dreamcatcher e GFriend deram a luz ao TXT?

17° When We Disco – JYP & Sunmi

E claro que no ano das colaborações entre idosos, JYP não poderia ficar de fora. O grande tio do pavê que se auto intitula como “asiansoul“, convidou Sunmi para executarem uma demo perdida do hinário Reboot. E o resultado ficou incrivelmente ótimo, mesmo eu não curtindo muito o timbre do cara.

‘When We Disco’ tem toda aquela carga retrô do último álbum das Wonder Girls, só que ficaria ali na parte mais alegre da tracklist. Ainda bem que, mesmo que o velhote não tenha guardado isso pra reunião do grupo, ele pelo menos teve a decência de dar um clipe a altura da faixa e também de convidar a Sunmi para dividir as linhas.

Leia também: JYP e Sunmi não querem que a reunião do Wonder Girls aconteça.

16° Tonight – Black Swan

Não sei se vocês já repararam nisso, mas todo ano eu pego um girlcrush-qualquer para defender e forçar vocês engolirem. Em 2018 tivemos ‘Get It‘ do PristinV, no ano passado foi com ‘Drip‘ do Hinapia e agora é a vez de ‘Tonight’ do Black Swan.

Eu sei que não tem muito o que falar sobre a faixa, pois ela é um gilrcrush-qualquer, como eu já disse. Mas vocês não fazem ideia do quanto eu amo isso. Se a empresa quiser soltar mais coisas assim no futuro, eu prometo que vou passar pano exceto se tentarem imitar as porcarias do Blackpink.

Leia também: Fatou, Leia e Yves chamam mais duas gatinhas para colocarem um fim no BP Rania.

15° Dumhdurum – Apink

Quando 2020 ainda estava caminhando a passos lentos e entregando músicas não muito memoráveis, Apink fez o favor de estourar o cabaço de todo mundo com uma grande farofa pras gays. Eu sei que ‘Dumhdurum’ não tem nada demais, assim como a faixa do Black Swan. Mas o instrumental é tão bom! E associado às vozes das meninas e a toda a ótima coreografia, a faixa durou muito tempo em minha playlist e tenho um carinho bem grande por ser a primeira coisa memorável do ano.

Leia também: E após 3 meses e meio, temos a primeira concorrente a SOTY de 2020.

14° Labyrinth – GFriend

GFriend foi dar o seu primeiro passo sob os cuidados da Big Hit e… quebrou o pé. Isso porque o single usado na época é muito xoxo para ser considerado a virada de chave na carreira delas. Mas até que elas não decepcionaram completamente, pois dentre as músicas de tal trabalho estava a ótima ‘Labyrinth’, que inclusive foi promovida como se fosse um single.

A faixa é uma delícia de retrô com um batidão fritador e gritos infinitos de Eunha e Umji. Conta com uma coreografia explosiva que só poderia vir do GFriend. E merecia um clipe bem lacrador para marcar essa era de onde elas deixaram de ser o grupo-pra-pedófilo-ouvir e se transformaram no grupo-pras-gays-ouvirem.

Leia também: Vem Comigo: As b-sides injustiçadas de 2020!

13° Criminal – Taemin

Taemin começou um projeto para se despedir da indústria, pois está prestes a se alistar no exército. E o grande ápice deste trabalho foi sem dúvidas, a música do satã, ‘Criminal’. Ela é mais uma que usa dos sintetizadores retrôs, ao mesmo tempo em que coloca mais uns detalhes para não deixar com uma cara muito datada amo.

Mas acho que o grande brilho desse single é o próprio cantor que nunca exalou tanta vontade de cantar e transar dançar em uma música. É simplesmente hipnotizante assistir/ouvir o Taemin em sua melhor forma.

Leia também: Taemin é Satã em seu novo single… e ele pode me levar pro inferno se quiser.

12° Dream Of You – Chungha & R3HAB

Outra pessoa que deu o sangue em um de seus trabalhos foi Chungha em seu terceiro pré-single. ‘Dream Of You’ pode até não ter o orçamento dos dois clipes anteriores, mas a gata está com tanta paixão na execução, que os cenários são apenas alguns adereços aos quais ela nem precisa se apoiar.

Isso faz com que a música se destaque muito para mim. E também é inegável que ela sabe como ninguém entregar uma boa faixa em cima dessa estrutura comum de músicas pop.

Leia também: O LP da Chungha vem aí, mas antes ela resolveu tocar mais uma pras gays.

11° Cry For Me – Twice

Como forma de presentear os fãs e não deixar o IZ*ONE ser o único a performar música inédita no MAMA, Twice lançou a faixa chamada ‘Cry For Me’. Ela tem uma pegada retrô, com uma aura meio música coreana velha, sabe? Só que no caso dessa, a intenção foi lançar uma música de enterro pro ex da Jihyo, ao invés dos pancadões pras gays baterem cabelo que todo o resto do k-pop fez.

Confesso que só não deixei ela subir mais no TOP porque foi lançada há muito pouco tempo e não tem um MV. Caso contrario, ficaria fácil entre os 10 melhores lançamentos do ano.

Leia também: Eu realmente não sei qual é a do JYP nesse novo momento da carreira do Twice…

E por aqui encerramos a penúltima parte do TOP100. Até o momento já revelei 90 das minhas queridinhas do ano e próxima parte trará o tão polêmico e hypado TOP10. Esse ano, algo extremamente incomum aconteceu. Não tem nenhum boygroup ou solista no próximo capítulo. Vocês tem alguma sugestão de quais faixas podem ter ficado pro final? Deixem nos comentários!

{100°~78°}{77°~55°}{54°~33°}{32°~11°}{10°~01°}

21 comentários em “TOP100: As melhores músicas de 2020 – 32°~11°

      1. A polêmica da Karina acabou sendo “forte” pq tinha os queridinhos do BTS, era óbvio que as mensagens eram fake contra o NCT ou o EXO. E a SM sabe como fazer marketing em cima das polêmicas (Mais de 15 anos de treino tem que servir para algumas coisa haha)

        Curtido por 1 pessoa

  1. Tem duas músicas do meu top 10 nessa parte, ahein.

    WTF uma das músicas mais qualquer coisa do Twice esse ano aparecendo em DÉCIMO PRIMEIRO LUGAR, WENDELL.

    Criminal é bem boa. Acabei quase não escutando ao longo do ano, mas é realmente bem boa.

    MEUS CHUTES PRO TOP 10:

    Naughty (se você tiver bom senso), Monster, Mago, Apple, Star/Voice, I Can’t Stop Me, La Di Da, aquela do Nature que eu esqueci que existia e mais outras duas que só você se importa de verdade.

    Curtido por 1 pessoa

  2. me senti ofendida em ver labyrinth, can’t you see me? rodando sem ver a luz do top 10 piadas e dramas a parte não imaginava cry for me aparecer aqui não já que foi lançada ontem e já sei que seulrene vai aparecer no top 10

    Curtido por 1 pessoa

  3. Hands Up é a única música do Cherry Bullet que consigo ouvir… Achei que seguiriam subindo de nível após ela, mas aquela Aloha Oe é uma bomba sem precedentes

    Red Moon é incrível mesmo, uma das minhas favoritas do grupo ♥ Mas acho que a minha favorita deles segue sendo Rumor

    Sempre que eu vejo o clipe de Cool eu penso “PUTS, isso deve ter dado um trabalho do cão pra editar”, então já bato palmas pelo MV incrível e com baixíssimo orçamento que provavelmente foi feito por algum estagiário que precisava comer

    Até hoje ouço SCREAM praticamente todos os dias, maior hino EDM trevoso da história

    Acho que o sonho de um novo mini do CLC foi pro espaço já que a Elkie tá tentando sair do grupo, então imagino que Helicopter tenha sido o adeus… Uma pena

    Eu até evito ouvir Cry For Me, porque quando eu começo eu não consigo parar HAHAHAHAHA que música perfeitaaaaaa pqp. Quem diria que eu deitaria pra TWICE algum dia na vida? Eu que não

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s